Making of da campanha "Eu sou VIH+ e visível" "/>
Resposta Sazonal em Saúde
sns-container
SNS-Print

Secretária de Estado da Promoção da Saúde na apresentação da campanha contra a estigmatização das pessoas que vivem com VIH.

“É possível fazer sempre mais e melhor. Temos de prosseguir o combate contra a discriminação de pessoas com VIH”, disse Margarida Tavares, na sessão de apresentação da campanha nacional “Eu sou VIH+ e visível”, no dia 20 de setembro, em Lisboa.

A iniciativa do CAD – Centro Anti-Discriminação VIH e Sida promove o direito à liberdade e à diversidade sem discriminação, através de testemunhos que “dão rosto e voz a todas as pessoas que vivem com VIH em Portugal”.

A Secretária de Estado da Promoção da Saúde, na sua intervenção, deixou ainda um apelo generalizado à sociedade: “Temos o dever de colocar vida e alegria nestas histórias. Esta é a melhor forma de colocar um ponto final na discriminação e na estigmatização”, salientou.

Na campanha, dez participantes assumem publicamente a sua condição de saúde e mostram a diversidade de identidades e a convergência no combate ao estigma e à discriminação.

Para saber mais, consulte:

YouTube > Making of da campanha “Eu sou VIH+ e visível”

Voltar

Últimas Notícias

O Ministro da Saúde e a Secretária de Estado da Promoção da Saúde reuniram-se com profissionais e dirigentes
07/06/2023
Margarida Tavares prestou esclarecimentos sobre resposta às dependências e juntas médicas
07/06/2023
Nove CRI contratualizados no Hospital de Vila Franca de Xira.
07/06/2023