sns-container
SNS-Print

DGS e Gulbenkian assinam memorando para controlo de infeções.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) e a Fundação Calouste Gulbenkian assinam na tarde de quinta-feira, dia 18 de novembro, um memorando de entendimento com o objetivo de combater as infeções hospitalares e reduzir o uso excessivo de antibióticos.

Esta parceria é formalizada no Dia Europeu do Antibiótico e visa a implementação dos projetos «Desafio STOP Infeção Hospitalar 2.0» e «Desafio Boas Escolhas, Melhor Saúde».

O «Desafio STOP Infeção Hospitalar 2.0» vai ser implementado pela DGS, através do Programa de Prevenção e Controlo de Infeções e de Resistência aos Antimicrobianos (PPCIRA), com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian e do Institute for Healthcare Improvement, em 12 instituições hospitalares do Serviço Nacional de Saúde (SNS) nos próximos três anos.

O objetivo é replicar o «Desafio STOP Infeção Hospitalar», que permitiu reduzir as infeções hospitalares em mais de 50% em 19 hospitais nacionais, entre 2015 e 2018.

Já o projeto «Desafio Boas Escolhas, Melhor Saúde» pretende acelerar em 20% a diminuição da sobreutilização de antibióticos em cuidados de saúde primários e hospitalares do SNS.

O combate às infeções hospitalares tem um impacto direto não só na morbi-mortalidade, mas também na redução do consumo de antibióticos e da emergência de estirpes bacterianas resistentes e na diminuição de custos hospitalares.

O PPCIRA foi criado pela DGS, em fevereiro de 2013, com o objetivo de reduzir a taxa de infeções associadas a cuidados de saúde, promover o uso correto de antibióticos e reduzir a taxa de microrganismos resistentes a estes fármacos, garantindo a sustentabilidade da efetividade dos antibióticos.

Entre os objetivos que têm sido alcançados pelo PPCIRA destacam-se a crescente adesão de profissionais de saúde à higiene das mãos, redução de incidência de infeções associadas a cirurgia de joelho e anca, redução de infeções adquiridas em unidades de cuidados intensivos, redução de uso de antibióticos mais associados à emergência de resistência bacteriana e redução da taxa de resistência na maioria das bactérias monitorizadas.

Para saber mais, consulte:

Voltar

Últimas Notícias

Hospital de Évora inicia uma nova especialidade para a região.
18/01/2022
Hospital Distrital de Santarém registou aumento de atividade em 2021.
18/01/2022
Mais de 4 milhões de pessoas receberam reforço contra a Covid-19
18/01/2022