sns-container
SNS-Print

CHUA assinala data com exposições temáticas e conferência.

No âmbito do Dia Mundial da Prematuridade, que se comemora em 17 de novembro, o Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) promove um conjunto de iniciativas dirigidas para a comunidade nas áreas de referência dos hospitais de Faro e de Portimão.

As iniciativas, que decorrem durante o mês de novembro, «pretendem alertar a população em geral para o nascimento prematuro e dar a conhecer a completa abordagem de cuidados diferenciados que as unidades dos CHUA oferecem para o desenvolvimento do recém-nascido de pré-termo, explicam as enfermeiras dinamizadoras das ações».

Assim, até dia 12 de novembro, vai estar patente no Fórum Algarve uma exposição sobre «Prematuridade», com factos sobre a temática, fotografias da unidade e dos bebés, bem como testemunhos de profissionais e familiares. Entre os 13 e 21 de novembro, a mesma exposição pode ser vista no hall do edifício central da unidade hospitalar de Faro.

Também a unidade hospitalar de Portimão, vai ter patente no átrio da entrada principal, uma exposição alusiva ao tema. A mostra, que integra fotografias e frases temáticas, pode ser vista entre os dias 15 e 19 de novembro.

Paralelamente, decorre no dia 17 de novembro, no auditório do CHUA, em Faro, o III Fórum da Nascer Prematuro, este ano sob o tema «Parentalidade na UCIN: Pequenos mas Fortes – O impacto da pandemia nos cuidados e na parentalidade».

Promovido pela Associação Portuguesa de Pais de Bebés Prematuros, em organização conjunta com o Serviço de Medicina Intensiva Pediátrica e Neonatal, o evento pretende ainda assinalar o Dia Mundial da Prematuridade e «refletir sobre o impacto da pandemia nos pais e bebés nascidos prematuros».

A sessão decorre presencialmente e será transmitida via Teams. A inscrição é obrigatória.

Para saber mais, consulte:

CHUA > Notícias

Voltar

Últimas Notícias

Hospital de Évora inicia uma nova especialidade para a região.
18/01/2022
Hospital Distrital de Santarém registou aumento de atividade em 2021.
18/01/2022
Mais de 4 milhões de pessoas receberam reforço contra a Covid-19
18/01/2022