sns-container
SNS-Print

ARS aposta na inovação e renova infraestruturas tecnológicas.

A Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve tem, desde início do mês de julho, um novo data center modular que vai permitir centralizar, de forma progressiva, os sistemas de tecnologias de informação utilizados nas unidades de cuidados de saúde primários da região.

«Esta aposta em inovação tecnológica tem por objetivo dotar a região algarvia de uma infraestrutura imprescindível para o futuro, que irá contribuir para melhorar a qualidade dos sistemas e recursos informáticos e, desta forma, reforçar a proximidade entre o cidadão e os serviços de saúde», revela o Presidente da ARS Algarve, Paulo Morgado, em comunicado.

De acordo com a ARS Algarve, este novo data center, instalado no Centro de Saúde de Faro, vai permitir centralizar, de forma progressiva, os sistemas de tecnologias de informação utilizados nas unidades de cuidados de saúde primários e que se encontravam dispersos pela região, num ambiente controlado e vocacionado para aplicações de Alta Disponibilidade, reduzindo os riscos de perda de dados, facilitando o acesso aos mesmos e implementando uma cultura de transparência, segurança, controlo e monitorização.

Através de plataformas de gestão integrada vai ser possível, entre outros:

  • Otimização dos circuitos no âmbito da transferência de dados dos utentes (alojamento dos seus dados, por exemplo, exames e análises clínicas);
  • Implementar novos serviços digitais, desenvolver os já existentes;
  • Alargar os serviços eletrónicos disponíveis para o cidadão possibilitando desburocratizar processos e procedimentos;
  • Melhorar o acesso aos cuidados de saúde, bem como uma maior e melhor articulação entre cuidados;
  • Garantir maior transparência no processo de informação e referenciação.


O novo equipamento, que assenta numa solução 100% portuguesa desenvolvida por uma empresa nacional, está integrado no Projeto de Reestruturação tecnológica na prestação de cuidados de saúde e representa um investimento total de cerca de 400 mil euros, dos quais 60% são cofinanciados pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, no âmbito do Programa Operacional (PO) CRESC Algarve 2020.

«Esta é mais uma das medidas digitais integradas na estratégia nacional de modernização do SNS +Proximidade do Ministério da Saúde, que a ARS Algarve tem vindo a implementar nas unidades de saúde, com vista a reforçar/melhorar a acessibilidade e o atendimento ao cidadão», destaca ainda a ARS.

Para saber mais, consulte:

ARS Algarve > Notícia

Voltar

Últimas Notícias

“A Europa de continuar a investir na ciência e a promover uma agenda da investigação”, defendeu Manuel Pizarro
07/12/2023
Anúncio foi feito pelo Secretário de Estado da Saúde na AR.
07/12/2023
Projeto inovador com Sistema Avançado de Perfusão Subcutânea de Insulina.
07/12/2023