sns-container
SNS-Print


Marta Temido reitera que a área da Saúde Oral faz diferença na vida das pessoas

“Melhorar a qualidade dos Cuidados de Saúde Primários para garantir um trabalho de proximidade, constitui serviço público”, foi desta forma que a Ministra da Saúde enquadrou o reforço efetuado pelo Governo no âmbito dos cuidados de Saúde Oral, no decorrer da inauguração do novo consultório de saúde oral em S. João da Madeira, no distrito de Aveiro.

Marta Temido, que  marcou presença na inauguração de quatro novos consultórios de saúde Oral da Região Norte, no seguimento do projeto “Saúde Oral para Todos”, reiterou que esta é uma “área que faz diferença na vida das pessoas”.

Uma ideia sublinhada, também, pelo Diretor Executivo do Agrupamento de Centros de Saúde Entre Douro e Vouga II-Aveiro Norte, Miguel Portela, que referiu que há utentes, que pela primeira vez, usufruíram de uma consulta de Saúde Oral.

De igual modo, o Presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira faz um balanço muito positivo desta parceria “extraordinária” entre as autarquias e os cuidados de saúde primários, que tem permitido dar resposta ao utentes.

Os quatro consultórios inaugurados hoje na Região do Norte, Valbom, São Pedro da Cova, Oliveira de Azeméis e São João da Madeira, vão servir, aproximadamente, 180 mil utentes inscritos, de um total de mais de 1.800 mil na região de Saúde do Norte. Prevê-se que até ao final do ano, este número possa atingir mais de dois milhões de utentes.

O Governo quer equipar todos os Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) do país com consultórios dentistas até ao final desta legislatura, disse a Ministra da Saúde, referindo que, atualmente, Portugal tem «105 consultórios de saúde oral nos cuidados de saúde primários». «A aposta na saúde oral tem sido uma marca da ação governativa» que «vai perdurar na atual legislatura. A par do cheque dentista, temos feito a aposta nos cuidados de proximidade, nos centros de saúde. Temos 80% dos nossos Agrupamentos de Centros de Saúde com respostas de saúde oral e 40% dos nossos concelhos com respostas de saúde oral. O objetivo é a cobertura integral nesta legislatura», sublinhou Marta Temido.

O modelo inaugurado hoje está a ser replicado em outros centros de saúde do país, traduzindo-se numa parceria da tutela com as autarquias, às quais cabe equipar o consultório, ficando para a Administração Regional de Saúde (ARS) local a tarefa de afetar os recursos humanos necessários.

Voltar

Últimas Notícias

Diretor da OMS Europa tece elogios pelo trabalho efetuado na vacinação
18/10/2021
HFF organiza Webinar sobre “Outubro Rosa”.
18/10/2021
Nova área já se encontra a funcionar no Hospital de Penafiel.
18/10/2021