sns-container
SNS-Print

Medicina Interna reforçada com cinco novos especialistas.

A especialidade de Medicina Interna, no Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), foi reforçada com a colocação de cinco novos elementos. Dos cinco novos especialistas de Medicina Interna três vão reforçar a Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente (UCIP) e dois o Serviço de Medicina Interna.

Fátima Pimenta, diretora do Serviço de Medicina Interna, destaca ser «um orgulho para o nosso Serviço que as cinco vagas disponíveis tenham sido todas ocupadas. Três deles fizeram a sua formação no nosso Centro Hospitalar e dois vêm de outros Hospitais, nomeadamente São José».

A diretora afirma, ainda, que a colocação destes cinco elementos «vai permitir o desenvolvimento de novos projetos e uma melhoria nos cuidados prestados aos doentes. Trata-se de internistas com uma excelente formação e com grande capacidade de trabalho e inovação que nos vão ajudar a fazer do nosso serviço uma referência, quer em cuidados prestados à população, quer na área da formação médica e da investigação».

Nuno Catorze, diretor da UCIP, considera que a «contratação de três profissionais para a UCIP permitirá incrementar a qualidade assistencial aos doentes críticos que ocorrem às Unidades Hospitalares do CHMT, permitindo um apoio físico permanente na sala de emergência do Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica, o que facilitará a abordagem multidisciplinar de todos os doentes que necessitem de apoio diferenciado, diminuição do tempo de decisão terapêutica e tratamento definitivo».

Estes novos elementos passarão «pela necessária formação em Medicina Intensiva, de forma atempada e protocolada, onde irão fazer a devida especialização em hospitais centrais» salienta o diretor da UCIP.

Carlos Andrade Costa, presidente do Conselho de Administração do CHMT, sublinha o facto de três especialistas, destes cinco agora colocados, terem realizado a sua formação no CHMT «o que confirma a crescente vontade dos internos em ficarem na Instituição, colocando o CHMT, como primeira opção na candidatura que efetuam no final da sua formação».

O reforço dos Recursos Humanos no CHMT mantêm-se como aposta do Conselho de Administração que, além destes cinco especialistas em Medicina Interna, contratou mais um alergologista, uma pedopsiquiatra, um especialista em imuno-hemoterapia e uma especialista em nefrologista que fez a sua formação no CHMT.

Para o Presidente do Conselho de Administração «além das evidentes vantagens na prestação de cuidados de saúde, estas novas contratações de médicos, nove no total, representam também uma mais-valia para a região, na medida em que na sua maior parte são jovens, uns que vão fixar-se na região, outros que regressam às suas casas, contribuindo assim para o desenvolvimento demográfico, económico e social de toda a região do Médio Tejo, espelhando ainda, uma profunda articulação entre o CHMT e o Ministério da Saúde».

Para saber mais, consulte:

Centro Hospitalar do Médio Tejo > Notícias

Voltar

Últimas Notícias

Cidadãos residentes em Portugal com acesso à Área do Cidadão.
23/08/2019
Lamego acolhe programa comunitário de exercício físico.
23/08/2019
INSA redesignado centro colaborativo da Organização Mundial da Saúde.
23/08/2019