sns-container
SNS-Print

Relatório do Programa Nacional foi apresentado no Porto.

O impacto das atividades desenvolvidas pela Direção-Geral da Saúde (DGS), através do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS) e da Estratégia Integrada para a Promoção da Alimentação Saudável (EIPAS), refletem o compromisso da Saúde em todas as políticas, em articulação com os diversos parceiros, com a sociedade civil e com os cidadãos.

Realçam-se, ainda, a meta já alcançada do Plano Nacional de Saúde de controlar a incidência e a prevalência de excesso de peso e obesidade na população infantil e escolar, limitando o aumento até 2020.

Os dados mais recentes relativos ao excesso de peso e à obesidade infantil mostram o possível sucesso das medidas de promoção da alimentação saudável em Portugal.  No país continua a observar-se uma tendência decrescente para a redução do excesso de peso e obesidade infantil ao longo dos últimos 10 anos (de 37,9% em 2008 para 29,6% em 2019).

Porém, uma em cada três crianças portuguesas continuam a apresentar excesso peso, representando, assim, um dos principais problemas de saúde pública em Portugal. A capacidade de registo de utentes com pré-obesidade e obesidade nos cuidados de saúde primários tem vindo a crescer nos últimos anos e ainda acelerou entre 2017 e 2018.

Estes foram alguns dos temas abordados na apresentação do Relatório do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável, realizado no dia 15 de julho no Porto.

Para saber mais, consulte:

DGS > Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável

Voltar

Últimas Notícias

Cidadãos residentes em Portugal com acesso à Área do Cidadão.
23/08/2019
Lamego acolhe programa comunitário de exercício físico.
23/08/2019
INSA redesignado centro colaborativo da Organização Mundial da Saúde.
23/08/2019