sns-container
SNS-Print

IPST apela à dádiva no Dia Mundial do Dador de Sangue, 14 junho.

O Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST) apela aos portugueses para assinalarem o Dia Mundial do Dador de Sangue, que se comemora na sexta-feira,  dia 14 de junho, com uma «dádiva de sangue».

A efeméride pode ser assinalada de forma singela mas com muito significado, com uma dádiva de sangue, afirma o IPST, lembrando que a autossuficiência em componentes sanguíneos é essencial para uma boa prestação de cuidados de saúde.

Em 2019, o mote da campanha é «Sangue seguro para todos» e visa agradecer aos dadores e reconhecer este «gesto ímpar de solidariedade», de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Nesse sentido, o Instituto Português do Sangue e da Transplantação agradece «a todos aqueles que ao longo deste ano, através das suas dádivas voluntárias e altruístas de sangue ajudaram a salvar vidas».

A data visa também consciencializar toda a população saudável, entre os 18 e os 65 anos, para a necessidade de dádivas regulares, que permitam a todos receber os componentes sanguíneos de que necessitam, quando e onde precisam, refere o instituto.

Na sexta-feira, os dadores podem dirigir-se aos Centros de Sangue e Transplantação de Lisboa, Porto e Coimbra, das 8 horas às 19h30, ou aos serviços hospitalares com serviço de colheita, bem como nas diversas sessões móveis de colheita que se realizam em todo o país.

O Dia Mundial do Dador de Sangue é comemorado, anualmente, no dia 14 de junho. Nesta ocasião, países de todas as regiões do mundo organizam eventos e atividades para celebrar a data, sensibilizar para a necessidade de dar sangue e agradecer aos dadores de sangue.

Quem pode doar sangue

Podem doar sangue todas as pessoas com bom estado de saúde, com hábitos de vida saudáveis, peso igual ou superior a 50 kg e idade compreendida entre os 18 e 65 anos. A dádiva de sangue é benévola e não remunerada.  A doação de sangue pode ser feita de quatro em quatro meses pelas mulheres e de três em três meses pelos homens.

Será sempre efetuada em todas as dádivas uma triagem clínica, prévia, onde poderá esclarecer todas as dúvidas.

Factos

O Dia Mundial do Dador de Sangue foi instituído pela Organização Mundial da Saúde, em maio de 2005. A escolha da data da efeméride, 14 de junho, tem por objetivo homenagear Karl Landsteiner, nascido na mesma data.

Karl Landsteiner foi um médico e biólogo norte-americano, de origem austríaca, precursor da transfusão sanguínea e agraciado com o Nobel de Fisiologia/Medicina de 1930, pela classificação dos grupos sanguíneos, sistema AB0, e descobridor do fator RH.

São quatro as entidades que patrocinam, a nível global, o Dia Mundial do Dador de Sangue: a Organização Mundial da Saúde, a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, a Federação Internacional das Organizações de Dadores de Sangue e a Sociedade Internacional da Transfusão de Sangue.

Para saber mais, consulte:

 

 

Voltar

Últimas Notícias

IPO Lisboa precisa de mais dadores de sangue.
12/06/2019
Ministra marca presença na sessão de abertura, dia 18 de junho.
17/06/2019
Dados divulgados apontam para «evidente recuperação».
17/06/2019