sns-container
SNS-Print

Dívida do CHMT reduz para o valor mais baixo de sempre.

A dívida total do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) desceu dos 37,1 milhões de euros (M€) em 2013 para os 23 M€ em 2018, e a dívida vencida diminuiu em 2018 para 16,8 M€ em comparação dos 23,4 M€ do ano de 2013.

Em 2019, o CHMT recebeu um aumento de capital, visando exclusivamente o pagamento, por ordem de maturidade de dívida vencida, no montante de 10.300.000€. O valor foi atribuído em duas tranches, sendo a primeira utilizada para liquidação de dívidas a fornecedores externos, tendo o CHMT conseguido liquidar a dívida vencida até março de 2018. A utilização da segunda tranche está pendente de autorização, prevendo-se que ocorra ainda dentro do 1.º trimestre de 2019.

Após a utilização do restante valor do aumento de capital, o CHMT ficará com uma dívida vencida de cerca de 10,5 M€.  O Presidente do Conselho de Administração do CHMT, Carlos Andrade Costa, afirma que «o referido valor da dívida, de 10,5 M€, significa o valor mais baixo da história do CHMT, o que traduz um inequívoco investimento do Ministério da Saúde neste centro hospitalar. Naturalmente que este investimento procura corresponder ao aumento muito significativo da atividade assistencial realizada em prol da população do Médio Tejo que tem vindo a verificar-se desde o ano de 2015.»

Para saber mais, consulte:

Centro Hospitalar do Médio Tejo – http://www.chmt.min-saude.pt/

Voltar

Últimas Notícias

INSA organiza encontro nos dias 26 e 27 de setembro.
17/07/2019
Relatório do Programa Nacional foi apresentado no Porto.
17/07/2019
CMIN realiza procedimento inovador para malformações vaginais.
17/07/2019