sns-container
SNS-Print

Investimento de 150 mil euros para construção de salas de cultura.

O Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST) investe 150 mil euros na construção de duas salas limpas no Centro de Sangue e Transplantação de Lisboa.

Este investimento vai permitir a criação de um espaço dedicado à cultura de córneas, possibilitando o seu armazenamento durante um maior período de tempo, bem como o seu processamento, de forma a evoluir para técnicas de lamelação. Contribui-se, assim, para uma melhor programação dos tempos operatórios e para a capacidade de utilização do mesmo tecido dador para vários recetores.

Portugal realiza anualmente, aproximadamente, 900 transplantes de córneas, tendo sido importado, no ano de 2017, um total de 270 córneas. Atualmente, as córneas utilizadas em Portugal são córneas refrigeradas com uma duração de 7 dias. Com a criação de salas de cultura altamente especializadas e com características muito restritas, será possível produzir córneas com um prazo mais alargado de 30 dias e aumentar o «pool» de tecido dador.

Prevendo-se a sua entrada em funcionamento durante o próximo ano, Portugal poderá ser autossuficiente nesta matéria, suprindo as necessidades de transplantes a nível nacional, eventualmente cedendo tecidos para o exterior, o que resultará na diminuição do número de córneas importadas e na redução dos custos associados à sua aquisição.

Para saber mais, consulte:

Instituto Português do Sangue e da Transplantação – http://ipst.pt/

Voltar

Últimas Notícias

CNS apresenta resultado de estudo, dia 5 de dezembro, em Lisboa.
21/11/2018
Ortopedia pediátrica do CHULC realiza intervenção inovadora.
21/11/2018
Processo negocial para revisão da carreira especial de enfermagem.
20/11/2018