sns-container
SNS-Print

E-book apresenta perfil nutricional e benefício de consumo do pão.

A Associação Portuguesa de Nutrição acaba de lançar, com o apoio do Ministério da Saúde, o livro digital Melhor grão, Melhor pão: uma análise nutricional sobre o pão, uma ferramenta de promoção da literacia, na qual se detalha o perfil nutricional do pão e o benefício do seu consumo para a saúde.

Este e-book descreve ainda o processo de criação do pão e disponibiliza um conjunto de recomendações a ter em conta no momento da compra, do armazenamento e do consumo. Além disso, apresenta curiosidades e detalhes sobre o papel do pão na tradição portuguesa e sugere refeições equilibradas tendo por base este alimento.

O Ministério da Saúde apoia esta iniciativa, que se enquadra na Estratégia Integrada para a Promoção da Alimentação Saudável (EIPAS), na medida em que promove a melhoria da qualidade e da acessibilidade da informação disponível ao consumidor, a literacia, bem como a inovação e o empreendedorismo direcionado para a área da alimentação saudável, por via dos meios digitais, de forma gratuita.

O pão é um dos elementos mais antigos e consumidos em todo o mundo e destaca-se pelo seu importante valor nutricional. Sublinhe-se, a título de exemplo, o baixo valor energético quando comparado com os seus substitutos. E, além de apresentar uma grande variedade de escolha, está, habitualmente, acessível a grande parte da população.

Algumas vezes o consumo de pão é desaconselhado devido à elevada quantidade de sal, mas também isso está a mudar. No final de 2017, as Associações dos Industriais de Panificação, Pastelaria e Similares do Norte, Centro e Lisboa assinaram um protocolo com a Direção-Geral da Saúde (DGS) e com o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (Instituto Ricardo Jorge) em que se comprometem a reduzir o teor de sal no pão, do limite legal máximo de 1,4 gramas de sal por 100 gramas de produto, para menos de 1 por 100 gramas de produto, até 2021.

No âmbito desse compromisso, foi criado, no primeiro trimestre deste ano, o Projeto Selo Pão com «Menos Sal, mesmo sabor», um selo de excelência atribuído às padarias que alcancem a meta de menos de 1 grama de sal por cada 100 gramas em todos os pães comercializados, ainda em 2018, havendo já selos atribuídos.

O compromisso assumido no final de 2017 foi agora renovado, com um avanço no que respeita às gorduras trans – cujo consumo está associado ao risco acrescido de doença cardiovascular e à mortalidade associada. A adenda assinada no dia 11 de julho, no Porto, pelas três associações, a DGS e o Instituto Ricardo Jorge, estabelece uma nova meta: atingir valores inferiores a 1 grama de ácidos gordos trans industrializados por 100 gramas de gordura até 31 de dezembro de 2020, ou seja, tecnicamente, a abolição das gorduras trans destes produtos. Esta medida vai ao encontro do objetivo traçado pelo Ministério da Saúde perante a OMS.

Para saber mais, consulte:

Livro digital «Melhor grão, Melhor pão: uma análise nutricional sobre o pão» – PDF – 7,10 Mb

Voltar

Últimas Notícias

2.º Encontro Regional de Cuidados Paliativos em Évora, dia 12.
11/12/2018
CHL Norte promove congresso, dias 12 e 13, em Lisboa.
11/12/2018
Há 29 casos confirmados, 24 dos quais em adultos. 
11/12/2018