sns-container
SNS-Print

Centro Hospitalar inicia tratamento de doença hereditária rara.

O Serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) iniciou, em junho, o tratamento de uma doença hereditária rara denominada Anderson-Fabry, que afeta os aparelhos cardiovascular, renal e neurológico.

De acordo com o centro hospitalar, a doença é caracterizada pela deficiência numa enzima, que provoca a acumulação de lípidos em vários órgãos, e a terapêutica consiste na perfusão intravenosa, sob condições de vigilância e monitorização, da enzima deficitária, estabilizando a doença e melhorando significativamente a qualidade de vida dos doentes.

Com um processo de diagnóstico complexo, apenas um número restrito de centros hospitalares no país efetua atualmente o seu acompanhamento, enfatiza o Centro Hospitalar do Médio Ave.

Até 2017, estes doentes tinham o seu tratamento restrito a Centros de Referência, acabando o «Serviço de Cardiologia do CHMA por tornar possível os tratamentos na proximidade da área de residência dos doentes», refere ainda o centro hospitalar.

Os primeiros tratamentos iniciaram-se este mês, junho, no Hospital de Dia da Unidade de Santo Tirso, conclui o centro hospitalar.

Visite:

CHMA  – http://www.chma.pt/portal/

 

Voltar

Últimas Notícias

“A Europa de continuar a investir na ciência e a promover uma agenda da investigação”, defendeu Manuel Pizarro
07/12/2023
Anúncio foi feito pelo Secretário de Estado da Saúde na AR.
07/12/2023
Projeto inovador com Sistema Avançado de Perfusão Subcutânea de Insulina.
07/12/2023