Hospital de Leiria vai ter ginásio para trabalhadores.

O Hospital de Santo André – Leiria (HSA), vai ter um ginásio para os trabalhadores, no âmbito do Orçamento Partilhado do Centro Hospitalar Leiria (CHL), no qual se integra a unidade hospitalar.

Dos 12 projetos finais que foram sujeitos à votação dos trabalhadores do hospital, o ginásio reuniu 119 votos, vencendo o Orçamento Partilhado, de acordo com o Gabinete de Comunicação, Relações Públicas e Imagem do CHL. «Trata-se do primeiro projeto deste género em hospitais, que quis dar voz» aos trabalhadores, valorizando as suas ideias e contributos para a instituição.

O projeto mais votado, da autoria da Comissão de Humanização, «pretende promover o bem-estar dos colaboradores do Centro Hospitalar Leiria, incidindo na importância da atividade física, através da reativação do Ginásio do HSA, com dinamização de aulas de grupo presenciais e virtuais, com um monitor e equipamento de cárdio, em parceria com um ginásio da região», revelou o centro hospitalar.

Para o Gabinete de Comunicação, este é um projeto «que investe no bem-estar dos quase 2.000 colaboradores, que diariamente cuidam da saúde de mais de 400 mil habitantes».

«Se, por um lado, o centro hospitalar procura ser um dinamizador de iniciativas que promovem a saúde dos utentes, este é um projeto que, internamente, vai fomentar o exercício físico e, logo, a saúde dos colaboradores», salientou o Gabinete de Comunicação.

Nós também participamos

Os organizadores desta iniciativa pioneira consideram que as ideias apresentadas «foram muito interessantes» e que «até podem vir a ser concretizadas de outras formas».

Além disso, «servem também para criar um ‘brainstorming‘ interno que beneficia todos, colaboradores, utentes e restante comunidade, porque põe todos a pensar em soluções para diversos desafios».

«Foi um projeto que exigiu muito trabalho da nossa parte, mas que conseguiu ‘tirar da gaveta’ muitas ideias interessantes e sentimos que cumpriu o objetivo, que era dar voz aos colaboradores, fazê-los sentir que eram escutados e que podem (e devem) participar ativamente na tomada de decisões dentro da instituição. Foi uma ideia de imediato apoiada pelo Conselho de Administração e estamos contentes com o resultado», reforçou o Gabinete de Comunicação.

Votaram cerca de 500 colaboradores ao longo de uma semana. Cerca de 40% dos votos são de pessoal de enfermagem e 22% de pessoal médico. As categorias que mais aderiram à votação foram: técnicos superiores (mais de 60% do total de profissionais desta categoria) e técnicos superiores de saúde (mais de 50% do total de profissionais desta categoria).

A administração irá disponibilizar do seu orçamento 20 mil euros mais IVA, informou Helena Vasconcelos, coordenadora do Gabinete de Comunicação, Relações Públicas e Imagem do CHL, e dinamizadora do projeto. A responsável considera que esta é uma medida positiva para o Conselho de Administração, que fica a «perceber as falhas que existem».

Recorda-se que o Orçamento Partilhado do CHL, lançado em abril, decorreu sob o tema «Nós também participamos». Por ocasião do lançamento, a dinamizadora do projeto destacou «o caráter pioneiríssimo desta iniciativa num centro hospitalar, inspirada no que acontece nas câmaras municipais, que pretende auscultar as vontades dos colaboradores e pôr o processo de decisão nas mãos dos profissionais. Em qualquer casa há sempre quem tenha ideias, quem tenha propostas, e esta é uma ótima forma de os profissionais se fazerem ouvir, de uma forma igualitária e democrática, e contribuir de forma ativa e concreta para o bem-estar comum».

Viste:

Centro Hospitalar Leiria – http://www.chleiria.pt/

Consulte:

Voltar

Últimas Notícias

Encontro com comunicação social, 19 de junho, 10 horas.
18/06/2018
ARS Centro e Segurança Social renovam 38 acordos.
18/06/2018
Mais acesso, atividade assistencial e recursos no SNS.
18/06/2018