sns-container
SNS-Print

Plano de Ação Nacional apresentado em Lisboa, dia 20.

Foi apresentado esta sexta-feira, dia 20 de abril, no Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa, o Plano de Ação Nacional para a Atividade Física (PANAF).

A iniciativa inseriu-se no âmbito da sessão comemorativa do Dia Mundial da Atividade Física 2018 e foi promovida pela Comissão Intersetorial para a Promoção da Atividade Física.

SEAS_bicicletas

O Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, e o Secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, chegaram ao evento de bicicletas da GIRA – serviço de bicicletas partilhadas de Lisboa. Após a sessão de abertura, seguiram-se intervenções sobre o PANAF e a promoção da atividade física e do desporto em Portugal. O encerramento ficou a cargo da Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas.

SEAS_atividade_fisica2

O PANAF tem uma plataforma digital na qual estão disponíveis informações úteis e tecnicamente validadas sobre a atividade física em Portugal. Além de números, estudos e recomendações, serão divulgadas iniciativas de promoção da atividade física, apresentados projetos e partilhadas experiências de sucesso.

O grande objetivo do plano, que resulta do envolvimento de quatro ministérios (Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Educação, Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e Saúde), é criar um largo compromisso social em torno da importância da atividade física. Pretende que os cidadãos saibam o que existe à disposição, perto de sua casa, para a prática de atividade física, procurando, ainda, servir de fonte de inspiração para os vários setores da sociedade desenvolverem programas que visem promover a atividade física, dinamizando e incentivando a implementação de projetos em áreas menos exploradas, como a mobilidade ativa, o local de trabalho ou os cuidados de saúde.

Neste encontro, o diretor do Programa Nacional para a Promoção da Atividade Física, Pedro Teixeira, explicou que o objetivo é fazer da atividade física um sinal vital, permitindo perceber qual o nível de atividade física dos portugueses. Espera-se que pelo menos 30% dos utentes dos centros de saúde tenham a sua atividade física, enquanto sinal vital, avaliada pelos médicos de família até ao fim deste ano.

O Programa de Promoção da Atividade Física pretende ainda que se passe desta avaliação para o aconselhamento breve e, nesse sentido, desenvolveu guias para a atividade física que os médicos de família ou outros profissionais dos centros de saúde podem passar aos utentes, incluindo por e-mail ou telemóvel.

Segundo Romeu Mendes, coordenador da Comissão Intersetorial para a Promoção da Atividade Física, foram já emitidas 4.500 guias de atividade física pelos cuidados de saúde primários entre janeiro e fevereiro deste ano.

Este ano e no próximo vão ainda ser desenvolvidos projetos-piloto em centros de saúde para consultas de prescrição da atividade física. As unidades de saúde ainda não estão selecionadas, mas deverão ser entre 10 a 20, sendo que as consultas serão dadas por uma equipa multidisciplinar constituída por um médico com pós-graduação em medicina desportiva e um fisiologista do exercício.

Para saber mais, consulte:

 

Voltar

Últimas Notícias

A sessão conta com a presença da Ministra da Saúde.
22/03/2019
Ministra da Saúde participa em conferência dia 23 de março.
22/03/2019
«Nutrição – uma visão global» em debate na Culturgest.
22/03/2019