sns-container
SNS-Print

INEM passa a contar 1.025 trabalhadores da carreira especial de TEPH.

O Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, preside esta terça-feira, dia 17 de abril de 2018, à sessão de boas-vindas a cem novos técnicos de emergência pré-hospitalar (TEPH), profissionais que ingressam no INEM – Instituto Nacional de Emergência Médica através de concurso.

A sessão decorre entre as 10 e as 12 horas, em Lisboa, na sede do instituto, que passa a contar com um total de 1.025 trabalhadores desta carreira especial.

Os novos profissionais vão reforçar o funcionamento dos Centros de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) e os meios de emergência do instituto e serão colocados nas áreas de atuação das respetivas delegações regionais do INEM, com a seguinte distribuição: Norte (8), Centro (8), Sul – Lisboa (64) e Algarve (20).

Os técnicos de emergência pré-hospitalar atuam no âmbito da emergência médica pré-hospitalar e são profissionais de saúde fundamentais da rede de emergência médica nacional, já que a sua ação pode ser determinante para a sobrevivência de vítimas de doença súbita ou de trauma.

A atividade do TEPH inclui o exercício de funções nos Centros de Orientação de Doentes Urgentes e o transporte assistido de doentes urgentes e/ou emergentes. Aos novos TEPH competirá assim, entre outras, as seguintes funções:

  • Atendimento das chamadas recebidas nos CODU, respetiva triagem e aconselhamento telefónico, bem como o acionamento, acompanhamento e gestão dos meios de emergência médica, de acordo com os protocolos definidos e sob supervisão de um médico coordenador;
  • Atuação em situações de emergência pré-hospitalar, aplicando os cuidados de emergência necessários à preservação da vida humana, da qualidade de vida e diminuição do sofrimento, no âmbito das suas qualificações;
  • Cumprimento de protocolos de atuação de decisão médica com base na formação profissional adquirida.

O INEM é o organismo do Ministério da Saúde responsável por coordenar o funcionamento, no território de Portugal Continental, do Sistema Integrado de Emergência Médica, de forma a garantir aos sinistrados ou vítimas de doença súbita a pronta e correta prestação de cuidados de saúde.

A prestação de socorros no local da ocorrência, o transporte assistido das vítimas para o hospital adequado e a articulação entre os vários intervenientes do sistema são as principais tarefas do INEM.

Através do número europeu de emergência – 112, este instituto dispõe de múltiplos meios para responder a situações de emergência médica.

Visite:

INEM – http://www.inem.pt/

Voltar

Últimas Notícias

Obras de remodelação visam melhorar atendimento e acessibilidade.
20/09/2018
Criado 1.º Centro de Responsabilidade Integrado do SNS. 
19/09/2018
Médico dentista nos CS de todos os municípios até 2020.
20/09/2018