sns-container
SNS-Print

Governo aprova diploma para reforço da segurança.

Foi aprovado, em Conselho de Ministros de 22 de março de 2018, o decreto-lei que altera o regime jurídico dos medicamentos de uso humano, transpondo a Diretiva (UE) 2017/1572. A alteração decorre da necessidade de introduzir, no estatuto do medicamento, as disposições necessárias à implementação da legislação europeia em matéria de dispositivos de segurança e boas práticas de fabrico.

O diploma adequa as regras nacionais de rotulagem e relativas aos dispositivos de segurança que devem figurar nas embalagens de certos medicamentos para uso humano, permitindo a sua identificação e autenticação, com vista a impedir a introdução de medicamentos falsificados na cadeia de abastecimento legal.

Mais especificamente, introduziram-se alterações sobre quais os medicamentos que devem ser dotados de dispositivos de segurança, os que estão dispensados e a possibilidade de alargamento do âmbito de aplicação a outros medicamentos, respetivos requisitos e condições, características e especificações do identificador único, verificação e desativação do identificador único e dever de informação ao qual a entidade responsável pela gestão do sistema de repositório nacional está ligada perante as autoridades nacionais competentes.

O regulamento é aplicável a partir de fevereiro de 2019, sendo que as obrigações previstas no Estatuto do Medicamento devem ter em consideração essa data. As disposições decorrentes da diretiva devem ser aplicadas a partir do dia 1 de abril seguinte.

Para saber mais, consulte:

Voltar

Últimas Notícias

Mais de 2.000 médicos já passam receitas por telemóvel.
19/03/2019
Média anual de casos de tuberculose caiu 4,7% entre 2008 e 2017.
19/03/2019
IPO Porto assinala Dia da Esperança com lançamento de campanha.
19/03/2019