sns-container
SNS-Print

Atividade gripal mantém-se com baixa intensidade. 

A atividade gripal mantém-se em níveis epidémicos, com baixa intensidade, e a proporção de consultas médicas nos cuidados primários por este motivo tem descido, de acordo com o último Boletim de Vigilância Epidémica da Gripe.

Contudo, e de acordo com os dados reportados pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (Instituto Ricardo Jorge), a taxa de incidência na semana entre 12 e 18 de fevereiro foi de 34,5/100.000 habitantes, uma ligeira subida relativamente à semana anterior, que apresentava uma taxa de 27,9/100.000 habitantes.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) revela que, nas últimas cinco semanas, se verificou uma estabilidade da procura dos serviços de urgência, do número de doentes internados (por todas as causas), bem como da proporção de atendimentos.

Na semana de 12 a 18 de fevereiro, foram internados 11 doentes nas Unidades de Cuidados Intensivos com gripe, menos seis do que na semana anterior, e a proporção de atendimentos da linha SNS 24 por síndrome gripal também baixou.

Quanto à procura do Instituto Nacional de Emergência Médica, mantém-se uma estabilidade do número de acionamentos registados.

De acordo com o Sistema de Vigilância Diária da Mortalidade, a mortalidade por todas as causas registou valores acima do esperado para a semana em análise, o que se observa num contexto de temperaturas baixas, em especial nas regiões Norte e Centro, refere a DGS.

Para saber mais, consulte:

 

 

Voltar

Últimas Notícias

Mais de 2.000 médicos já passam receitas por telemóvel.
19/03/2019
Média anual de casos de tuberculose caiu 4,7% entre 2008 e 2017.
19/03/2019
IPO Porto assinala Dia da Esperança com lançamento de campanha.
19/03/2019