Algarve com maior número de profissionais desde 2015.

O número de profissionais de saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS) no Algarve tem aumentado de forma gradual e consistente nos últimos três anos, trabalhando atualmente cerca de 6.000 nos cuidados de saúde primários e hospitalares de região, o que corresponde a um acréscimo de mais de 300 pessoas do que em 2015.

Em janeiro de 2018, a região tem mais 193 médicos de diversas especialidades (incluindo médicos internos em especialização), mais 117 enfermeiros e mais 19 técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica, comparativamente a 2015.

O ano de 2017 terminou com mais médicos de medicina geral e familiar e enfermeiros nos centros de saúde do que em 2016, permitindo melhorar o acesso da população aos cuidados de saúde primários. De sublinhar que a taxa de cobertura de utentes com médico de família no Algarve, nos dois últimos anos, tem evoluído de forma consistente e positiva. A entrada de mais 25 médicos de medicina geral e familiar dará médico de família a cerca de 47.500 utentes da região.

De destacar a instalação de novos equipamentos e a entrada de profissionais da área da medicina dentária, que permitiram que os utentes do SNS tenham acesso a estes cuidados nos três Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) do Algarve.

No que se refere a médicos hospitalares, regista-se uma evolução positiva do número de especialistas a escolherem o Centro Hospitalar Universitário do Algarve, com um acréscimo de 45 médicos. O número de profissionais de enfermagem também tem acompanhado essa tendência (mais 88), assim como o de técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica e outros profissionais.

Desde que entrou em funções, em março de 2017, o Presidente do Conselho Diretivo da Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve, Paulo Morgado, assumiu como uma das suas prioridades o reforço do número de recursos humanos na região, sendo o objetivo final uma saúde mais acessível, com mais e melhor assistência de proximidade junto da população, com qualidade e dinâmica reforçada, sinergias interinstitucionais fortalecidas e uma maior satisfação de quem dedica o seu tempo a cuidar dos outros.

Ao longo do ano foram renovadas instalações em vários pontos da região, reabriram e foram inauguradas outras, para que profissionais e utentes tenham melhores condições assistenciais e físicas.

Em 2018, a aposta do Conselho Diretivo da ARS Algarve passa pela atualização e modernização do SNS, pelo reforço e valorização dos recursos humanos e dos equipamentos. A estratégia assenta na contratação de mais médicos, enfermeiros e profissionais das várias áreas, bem como na abertura de mais Unidades de Saúde Familiar, mais Unidades de Cuidados na Comunidade, para reforçar a cobertura de utentes com médico de família, tornando o SNS mais resolutivo, coeso e cada vez mais próximo das pessoas, através do SNS + Proximidade.

Para saber mais, consulte:

Administração Regional de Saúde do Algarve > Notícias

Voltar

Últimas Notícias

Atividade gripal mantém-se com baixa intensidade.
23/02/2018
Infarmed revela que cidadãos têm mais acesso a medicamentos.
23/02/2018
DGS recorda: Vacinação continua a ser a melhor forma de prevenção.
23/02/2018