Obra no Hospital das Caldas da Rainha arranca esta semana.

A remodelação e ampliação do Serviço de Urgência da Unidade de Caldas da Rainha, orçada em mais de 1,7 milhões de euros, vai iniciar-se esta semana, anunciou o conselho de administração do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) em comunicado.

A obra, autorizada pelos Ministérios da Saúde e das Finanças, através da Portaria n.º 49/2017, de 3 de março, implica um investimento de 1.733.254 euros. A iniciativa contempla a criação de uma segunda sala de observação – com 264 metros quadrados e capacidade para 20 camas – e a criação de um espaço complementar para 12 cadeirões, que permitirá a retirada dos doentes dos corredores.

A intervenção incidirá ainda na urgência pediátrica, onde a atual Sala de Observação será ampliada de 27 para 76 metros quadrados, passando a dispor de seis camas. Além disso, passará a contar com uma sala de espera exclusiva, assim como um balcão de admissão destinado unicamente aos doentes até aos 18 anos. Com esta alteração, a sala de espera dos adultos será também aumentada, passando de 52 para 93 metros quadrados.

A concretização desta obra «irá permitir melhorar a qualidade de acolhimento, de conforto e de atendimento aos doentes que acorrem ao Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica da Unidade de Caldas da Rainha, assim como melhorar as condições de trabalho dos profissionais» que diariamente ali exercem as suas funções, pode ler-se no comunicado.

O CHO integra as unidades hospitalares de Caldas da Rainha, Peniche e Torres Vedras. A área de influência abrange as populações dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça (freguesias de Alfeizerão, Benedita e São Martinho do Porto) e de Mafra (com exceção das freguesias de Malveira, Milharado, Santo Estevão das Galés e Venda do Pinheiro).

A população abrangida é de 292.546 pessoas, número que, segundo o conselho de administração, sobe para mais de 300 mil pessoas devido a eventos sazonais e aos doentes referenciados pelos centros de saúde.

Para saber mais, consulte:

Centro Hospitalar do Oeste – http://www.choeste.min-saude.pt/

Voltar

Últimas Notícias

Apelo ao uso eficiente da urgência hospitalar.
18/01/2018
Instituto Ricardo Jorge promove primeiro estudo nacional.
18/01/2018
Linha recebeu mais de 69 mil chamadas em 2018.
18/01/2018