sns-container
SNS-Print

Nutricionistas debatem «Um Compromisso para a Saúde» em congresso. 

O Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, participou, dia 22, no Congresso da  Ordem dos Nutricionistas, que decorre, desde o dia 21 de novembro, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

Na ocasião, o governante recordou que todos os dias morrem cerca de 100 portugueses devido a doenças cardiovasculares. «Grande parte destas mortes poderia ser evitável através de alterações de comportamentos alimentares».

A este propósito,  referiu que «foi por isso mesmo que o Governo considerou que faltava uma estratégia que unisse todos os atores da sociedade em torno de um objetivo partilhado: a promoção de hábitos alimentares mais saudáveis. Portanto, promoveu a elaboração da primeira Estratégia Interministerial para a Promoção da Alimentação Saudável. Nela estiveram envolvidos praticamente todos os Ministérios, tendo sido também auscultados todos os parceiros mais relevantes, como é o caso da Ordem dos Nutricionistas, cujas recomendações à proposta inicial de estratégia foram maioritariamente acolhidas».

Ainda no decurso da sua intervenção, Fernando Araújo adiantou que, no dia 23 novembro,  deve ser debatida, na Assembleia da República, a proposta de tributação dos alimentos com elevado teor de sal.

A versão preliminar da proposta de Orçamento de Estado 2018 prevê a introdução de uma nova taxa sobre os alimentos, consoante o seu nível de sal.

Assim, ficam sujeitos a este imposto especial bolachas, biscoitos, cereais e batatas fritas, quando tenham um teor de sal igual ou superior a 1 grama por cada 100 gramas de produto ou 10 gramas por quilo, ou seja, que são mais prejudiciais à saúde.

Cada quilo destes alimentos pagará uma taxa de 80 cêntimos, ficando isentos os que têm menos de um grama de sal por cada 100 gramas de produto.

Nutricao1_651

Um Compromisso para a Saúde

O congresso, cujo tema central é «Um Compromisso para a Saúde», decorre até às 19h30 do dia 22 de novembro. Aí estão em debate questões como a moderna saúde pública, os conflitos entre a nutrição, a saúde e o setor alimentar, as atualidades em nutrição clínica, as reformas no Serviço Nacional de Saúde ou os caminhos da empregabilidade e a valorização da profissão de nutricionista.

De acordo com Alexandra Bento, Bastonária da Ordem dos Nutricionistas, «é importante debater os grandes desafios que a nutrição e os nutricionistas enfrentam nos tempos modernos», para que os contributos daí resultantes continuem a transformar a nutrição numa área incontornável para a saúde dos portugueses.

Para saber mais, consulte:

Congresso da Ordem dos Nuticisonistas – https://www.congressodosnutricionistas.pt/

Voltar

Últimas Notícias

Ministérios da Administração Interna e da Saúde desenvolvem campanha para o uso correto do 112.
16/11/2018
Rutura de stock não se aplica. Vacina continua a ser administrada. 
16/11/2018
Verba destina-se a requalificação do SU em Abrantes.
16/11/2018