sns-container
SNS-Print

DGS atualiza informação sobre a doença dos legionários.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) divulga que, em relação ao surto de doença dos legionários no Hospital de São Francisco Xavier, foram confirmados 38 casos, com dois óbitos e cinco doentes internados nos cuidados intensivos.

O último boletim epidemiológico da DGS, emitido a 8 de novembro, revela que a maioria dos casos ocorreu em mulheres (63 %) e que os doentes infetados têm, a maior parte (68 %), idades iguais ou superiores a 70 anos.

De acordo com a DGS, o primeiro caso de diagnóstico da doença dos legionários foi confirmado a 31 de outubro. Na passada sexta-feira foram confirmados oito casos, 14 no dia seguinte e quatro no domingo. Na segunda-feira foram confirmados sete casos, na terça-feira três casos e esta quarta-feira um outro.

Legionella: Como se transmite a doença

A legionella é uma bactéria responsável pela doença dos legionários, uma forma de pneumonia grave que se inicia habitualmente com tosse seca, febre, arrepios, dor de cabeça, dores musculares e dificuldade respiratória, podendo também surgir dor abdominal e diarreia. A incubação da doença tem um período de cinco a seis dias depois da infeção, podendo ir até dez dias.

A DGS sublinha que a doença se transmite através da inalação de aerossóis (gotículas de vapor) contaminados com a bactéria e não através da ingestão de água.

A infeção, apesar de poder ser grave, tem tratamento efetivo.

Para saber mais, consulte:

DGS > Doença dos Legionários – Atualização a 8 de novembro 2017

DGS > Informação sobre Doença dos Legionários

Voltar

Últimas Notícias

Cursos de promoção da literacia em cuidados de saúde.
23/10/2019
Data assinalada com trail «trilhos da saúde» e sessão comemorativa
22/10/2019
Plano Nacional de Combate Resistência aos Antimicrobianos 2019-2023
22/10/2019