sns-container
SNS-Print

Hospital de São João investe 4,1 M€ em eficiência energética.

O Centro Hospitalar de São João (CHSJ), no Porto, no qual se integra o Hospital de São João, anuncia um investimento de 4,1 milhões de euros (M€) em eficiência energética, que permitirá melhorar as condições de acolhimento dos doentes e de trabalho dos profissionais na consulta externa.

De acordo com um comunicado do CHSJ, emitido no dia 31 de maio, no final do processo haverá uma poupança de 300 mil euros/ano, o equivalente ao consumo atual da consulta externa, que, assim, ficará autossuficiente em termos de consumo de energia.

Para concretizar os melhoramentos, a unidade hospitalar receberá uma comparticipação de 3,8 milhões de euros através do programa de auxílio do Estado POSEUR (Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos), cujo contrato foi assinado no dia 25 de maio.

As obras relacionadas com a eficiência energética envolvem três edifícios externos ao corpo principal do hospital – o Centro de Ambulatório (que inclui a Consulta Externa), o Hospital de Dia e o edifício dos serviços de apoio -, e têm início ainda este ano, prevendo-se a sua conclusão para o final de 2018.

Serão instalados 2.832 painéis fotovoltaicos nas coberturas de todos os edifícios, totalizando uma área de 5.411 metros quadrados.

Além da introdução dos painéis fotovoltaicos, «será melhorada a climatização de todo o Centro de Ambulatório, também com métodos energeticamente eficientes, pois esta climatização será obtida a partir das redes de transporte de água quente e água fria, permitindo eliminar os atuais aparelhos de ar condicionado», refere o CHSJ.

«Com a nova climatização serão significativamente melhoradas as condições de conforto para doentes e profissionais que utilizam as salas de consulta, de tratamentos e de exames e as salas de espera na Consulta Externa», lê-se no comunicado.

O CHSJ acrescenta que também os envidraçados atuais serão substituídos por vidros duplos mais eficientes, que permitem a redução das perdas de calor nas alturas mais frias do ano e ganhos de isolamento nos períodos mais quentes. Todo o sistema de iluminação existente será substituído por iluminação do tipo LED, com maior eficiência e menor consumo energético.

Para saber mais, consulte:

Voltar

Últimas Notícias

Ministra da Saúde marca presença na antestreia, dia 12 de novembro.
12/11/2018
Intervenção na área materno-infantil deve estar concluída em 2019.
12/11/2018
Vacinação é principal forma de prevenção da doença.
12/11/2018