sns-container
SNS-Print

OMS aconselha países a intensificarem o controlo do tabaco.

O Dia Mundial Sem Tabaco 2017, que se comemora a 31 de maio, tem este ano como lema «Tabaco – Uma ameaça ao Desenvolvimento».

A Organização Mundial de Saúde (OMS) convida todos os países a dar prioridade e intensificar o controlo do tabaco como parte da sua resposta à Agenda para o Desenvolvimento Sustentável 2030.

De acordo com dados da OMS, o tabaco mata cerca de 6 milhões de pessoas todos os anos e matará mais de 8 milhões por ano, até 2030, se não forem intensificados os esforços.

O tabaco é uma ameaça para qualquer pessoa, independentemente do sexo, idade, raça, cultura ou escolaridade. Traz sofrimento, doença e morte, empobrecendo as famílias e as economias nacionais.

O consumo de tabaco tem um peso brutal nas economias nacionais, devido ao aumento dos custos dos cuidados de saúde e da diminuição da produtividade. Agrava as desigualdades em saúde e aumenta a pobreza, uma vez que as pessoas mais pobres gastam menos em bens essenciais, como alimentos, educação e cuidados de saúde.

O cultivo de tabaco requer grandes quantidades de pesticidas e fertilizantes, que podem ser tóxicos e poluir o abastecimento de água. A cada ano, são usados 4,3 milhões de hectares de terra, resultando numa desflorestação global entre 2% e 4%. O fabrico de tabaco produz mais de 2 milhões de toneladas de resíduos sólidos.

A OMS definiu como objetivos do Dia Mundial sem Tabaco 2017:

  • Destacar a relação entre o consumo de produtos do tabaco, o controlo do tabaco e o desenvolvimento sustentável.
  • Incentivar os países a incluir o controlo do tabaco nas suas respostas nacionais à Agenda para o Desenvolvimento Sustentável 2030.
  • Apoiar os Estados-Membros e a sociedade civil no combate à interferência da indústria do tabaco nos processos políticos, conduzindo a uma maior ação nacional de controlo do tabaco.
  • Incentivar uma participação mais ampla do público e dos parceiros nos esforços nacionais, regionais e globais para desenvolver e implementar estratégias e planos de desenvolvimento e alcançar metas que priorizem a ação de controlo do tabaco.
  • Demonstrar como os indivíduos podem contribuir para a criação de um mundo sustentável e livre de tabaco, comprometendo-se a nunca usar produtos do tabaco ou abandonando o seu consumo.

Para saber mais, consulte:

Voltar

Últimas Notícias

Ministérios da Administração Interna e da Saúde desenvolvem campanha para o uso correto do 112.
16/11/2018
Rutura de stock não se aplica. Vacina continua a ser administrada. 
16/11/2018
Verba destina-se a requalificação do SU em Abrantes.
16/11/2018