IPO Lisboa acolhe médicos de família para combater a doença.

O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa Francisco Gentil acolheu mais de cem médicos de família, no passado dia 17 de maio, num curso dedicado ao tema «Cancro digestivo – A importância do médico de família».

O 3.º Curso de Gastrenterologia Oncológica reuniu especialistas hospitalares e dos cuidados de saúde primários, a fim de divulgar e sensibilizar para os aspetos mais relevantes das doenças neoplásicas do aparelho digestivo e para a importância da prevenção, através da identificação de grupos de risco e do rastreio, nomeadamente do cancro do cólon e reto.

Na ocasião, discutiram-se casos clínicos, debateu-se a importância da preparação e da intervenção dos profissionais de saúde na colonoscopia, o tratamento e a vigilância das gastrites, a orientação de doentes com pólipos gástricos e com história familiar de cancro digestivo, entre outros temas.

A iniciativa, da responsabilidade do Serviço de Gastrenterologia, teve como objetivo principal aumentar o conhecimento, orientar melhor as pessoas com doença digestiva e melhorar a comunicação e a articulação entre centros de saúde e hospitais.

Na sua terceira edição, inscreveram-se 105 médicos de família e foram submetidos mais casos clínicos para serem debatidos com os especialistas do IPO do que nas edições anteriores.

Perfila-se, no horizonte, o curso de 2018, desta feita em organização conjunta dos serviços de gastrenterologia dos três IPO (Lisboa, Porto e Coimbra).

Para saber mais, consulte:

IPO Lisboa – Notícias

Voltar

Últimas Notícias

DGS alerta para exposição ao fumo resultante de incêndios florestais.
16/10/2017
Fernando Araújo visita hospitais onde estão vários feridos.
16/10/2017
Ministério assinala Dia Mundial da Alimentação, nos Restauradores.
16/10/2017