Siga as recomendações saudáveis da DGS para esta época festiva.

A Páscoa em Portugal é recheada de uma importante tradição, de norte a sul do país, com folares doces com ovos, folares salgados, amêndoas, o cabrito, o cordeiro e toda uma enorme variedade de doces regionais.

A este propósito, a Direção-Geral da Saúde (DGS), através do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS), dá-nos a conhecer algumas sugestões saudáveis para, neste período de tempo de família e de convívio, conciliar as calorias com prazer à mesa.

Recomendações do PNPAS

  • Inicie sempre as refeições com uma boa sopa de hortícolas. A sopa aumenta o volume gástrico, inibe o consumo inicial de aperitivos, hidrata, fornece vitaminas e minerais, favorece a digestão e ainda por cima é saborosa.
  • Na sua refeição de Páscoa, utilize preparações saudáveis.
  • A consumir chocolate, prefira as variedades com maior teor de cacau e misture chocolate com fruta por exemplo. Cubra morangos ou maçãs com chocolate. Assim reduz o valor energético e não se perde o prazer à mesa.
  • Consuma doces no final das refeições e depois da fruta, de preferência. Evite petiscar amêndoas doces e outras doçarias ao longo do dia de forma isolada. Assim evita os picos de glicemia e preserva os órgãos que têm de lidar com quantidades elevadas de açúcar no sangue.
  • Em época de doces, evite os doces em forma de líquido. Nestas festas, prefira água e evite refrigerantes.
  • As amêndoas são um símbolo da Páscoa. Possuem uma interessante composição nutricional, pois fornecem diversas vitaminas e minerais em quantidades apreciáveis. Se possível, consuma amêndoas portuguesas de qualidade, nesta época, sem sal ou excesso de açúcar.
  • Mantenha-se ativo! Aproveite esta época para fazer atividades em família e ao ar livre. O seu corpo agradece.

Para saber mais, consulte:

  • Blogue do Programa Nacional de Promoção da Alimentação Saudável > Notícias

 

Voltar