Assinalada 31 de março, data visa sensibilizar para medidas de precaução.

Comemorado a 31 de março, o Dia Nacional do Doente com Acidente Vascular Cerebral (AVC) foi instituído no ano de 2003, com o objetivo de sensibilizar a população em geral para a realidade da doença em Portugal e promover a melhoria das práticas profissionais de saúde, incentivando uma dinâmica que conduza a novas atitudes.

De acordo com o diploma que instituiu o Dia Nacional do Doente com Acidente Vascular Cerebral, Despacho n.º 23910/2003, de 11 de dezembro, a elevada prevalência nacional dos fatores de risco destas doenças obriga a que se tenha uma especial atenção à sua efetiva prevenção, deteção e correção, tendo em atenção que o conceito subjacente a este termo aglutina não apenas as ações que evitam a perda da saúde, mas, também, todos os cuidados que promovem a sua recuperação.

A doença continua a ser uma das principais causas de morte em Portugal, liderando também a morbilidade e potenciais anos de vida perdidos no conjunto das doenças cardiovasculares.

Sinais de alerta

O acidente vascular cerebral é um défice neurológico súbito, motivado por isquemia (deficiência de irrigação sanguínea) ou hemorragia no cérebro. Para prevenir a doença, devem ser adotados hábitos de vida saudáveis, evitar-se o tabaco e a vida sedentária e ter especial atenção a doenças como a hipertensão, diabetes ou arritmias cardíacas.

Os principais sinais de alarme do acidente vascular cerebral , que exigem a chamada imediata para o 112, são:

  • Desvio da face;
  • Falta de força num braço;
  • Dificuldade na fala.

 

As primeiras horas após o início dos sintomas de AVC são essenciais para o socorro da vítima, pois é esta a janela temporal que garante a eficácia dos principais tratamentos.

Comemorações

O Centro Hospitalar Cova da Beira (CHCB) associa-se às comemorações do Dia Nacional do Doente com AVC, através da realização de uma sessão pública de esclarecimento e educação para a saúde, intitulada “O Doente no Pós-AVC”.

A decorrer no dia 31 de março, data em que se assinala a efeméride, esta sessão tem início às 10 horas, no Auditório do Hospital Pêro da Covilhã, integrado no CHCB, e conta com a presença de doentes, cuidadores e profissionais de saúde, para debater algumas das questões mais prementes que se colocam no dia-a-dia dos doentes de AVC, tais como a disfunção cognitiva, reabilitação motora, disfagia e outras.

Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN), através do Serviço de Neurologia – Unidade de AVC e do Serviço de Dietética e Nutrição, vai desenvolver um conjunto de atividades de sensibilização da população, dedicadas ao tópico AVC, no período das 10 às 16 horas. Estas atividades destinam-se à comunidade, utentes e funcionários do CHLN.

O Hospital do Espírito Santo – Évora promove, no Dia Nacional do Doente com AVC, 31 de março, uma sessão de esclarecimento sobre os sinais de alerta da doença. A iniciativa, com início previsto para as 15 horas, vai ter lugar na Fundação Eugénio de Almeida e está aberta à população.

O Centro Hospitalar do Algarve tem agendados rastreios gratuitos, palestras temáticas, workshops e ações de sensibilização, entre outras atividades, para assinalar o Dia Nacional do Doente com AVC.

O programa das comemorações contempla ainda, para o dia 1 de abril, uma caminhada no percurso do Parque Ribeirinho de Faro. Durante esta iniciativa ao ar livre, os profissionais de saúde farão várias paragens e alertar para a importância do exercício físico.

Para saber mais, consulte:

Voltar

Últimas Notícias

Relatório revela redução das infeções e consumo de antibióticos.
15/12/2017
Primeira ambulância entregue com novo modelo de financiamento.
15/12/2017
INFARMED já instaurou 30 processos de contraordenação em 2017.
15/12/2017