ULS do Nordeste alarga apoio a todo o distrito de Bragança.

A Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste vai alargar os Cuidados Paliativos Domiciliários a todo o distrito de Bragança.

As equipas multidisciplinares das Unidades de Cuidados Paliativos Domiciliárias da Terra Fria, do Planalto Mirandês e de Alfândega da Fé cobrem, atualmente, sete dos 12 concelhos do Nordeste Transmontano. Pretende-se agora que esta valência seja alargada aos restantes cinco concelhos, nomeadamente Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Mirandela, Vila Flor e Torre de Moncorvo, numa ótica de prestação de cuidados de proximidade aos utentes com patologias crónicas e incuráveis e às suas famílias.

O alargamento dos Cuidados Paliativos Domiciliários a todo o distrito de Bragança foi anunciado pelo Presidente do Conselho de Administração da ULS Nordeste, Carlos Vaz, na sessão inaugural das II Jornadas de Investigação da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos, que decorreram nos dias 17 e 18 de março, em Bragança.

O responsável máximo da instituição explicou que será criada uma equipa multidisciplinar em cada concelho, em articulação com outras entidades locais, para que um maior número de utentes e as suas famílias tenham acesso a cuidados e apoio diferenciado por equipas especializadas em Cuidados Paliativos.

Abranger mais utentes a partir de julho

Atualmente, a Unidade Domiciliária de Cuidados Paliativos da Terra Fria presta assistência aos doentes dos concelhos de Bragança, Macedo de Cavaleiros e Vinhais, a Unidade do Planalto Mirandês assegura o apoio domiciliário nos concelhos de Miranda do Douro, Mogadouro e Vimioso e a Unidade de Alfândega da Fé serve apenas os utentes deste concelho.

A ULS Nordeste pretende alargar esta resposta na área da saúde, a partir do próximo mês de julho, para que um maior número de doentes com patologias crónicas e incuráveis possam permanecer nas suas casas, durante o maior tempo possível, com acesso a assistência especializada. O objetivo é diminuir o sofrimento dos utentes nas fases avançadas da doença, garantindo também apoio às suas famílias.

Forte participação de profissionais da ULS Nordeste nas jornadas

Na sessão inaugural das II Jornadas de Investigação participaram ainda o Diretor Clínico para os Cuidados Hospitalares, Domingos Fernandes, e a Enfermeira Diretora, Ângela Prior.

Foram ainda enaltecidos, pela Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos, o contributo e o trabalho desenvolvido pelo médico da ULS Nordeste, Duarte Soares, para que este evento científico fosse realizado em Bragança.

Estas jornadas foram marcadas por uma forte participação de profissionais da ULS Nordeste, que tiveram oportunidade de adquirir e aprofundar conhecimentos nesta área.

Para saber mais, consulte:

ULS Nordeste – http://www.ulsnordeste.pt/

Voltar

Últimas Notícias

Comissão divulga relatório sobre apoio às vítimas dos incêndios.
23/10/2017
Portugal em consórcio para desenvolvimento da medicina personalizada.
20/10/2017
ULS de Matosinhos vence prémio por boa gestão hospitalar.
23/10/2017