Infarmed vai testar medicamentos da malária para a OMS.

O laboratório do Infarmed – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde foi um dos selecionados, a nível mundial, para analisar medicamentos antimaláricos para a Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com o Infarmed, este projeto pretende detetar medicamentos antimaláricos falsificados, que fazem parte da lista de medicamentos pré-qualificados da OMS e que estão atualmente a ser distribuídos a populações carenciadas, no âmbito do programa de combate à malária implementado em vários países.

Segundo a OMS, metade da população mundial está em risco de contrair malária. Em cada ano, ocorrem quase 225 milhões de casos, que provocam 781.000 mortes. Cerca de 85% destas mortes são crianças, maioritariamente em países africanos. Parte destas mortes pode estar associada à administração de medicamentos antimaláricos sem qualidade, que contribui para o desenvolvimento de resistência às terapêuticas mais utilizadas.

A deteção rápida destes medicamentos sem qualidade nos locais em que estão a ser distribuídos é um imperativo. É no âmbito deste projeto que o laboratório do Infarmed irá atuar.

“A seleção do laboratório do Infarmed pela Organização Mundial da Saúde demonstra o reconhecimento internacional da competência técnica da nossa instituição”, refere o Infarmed.

Visite:

Infarmed – http://www.infarmed.pt/

Voltar

Últimas Notícias

Comissão divulga relatório sobre apoio às vítimas dos incêndios.
23/10/2017
Portugal em consórcio para desenvolvimento da medicina personalizada.
20/10/2017
ULS de Matosinhos vence prémio por boa gestão hospitalar.
23/10/2017