ARS promovem ações para avaliação dos programas a nível local. 

Cada uma das cinco administrações regionais de saúde (ARS) vai acolher, até ao dia 9 de fevereiro de 2017, um workshop sobre o Plano Nacional de Saúde e os Planos Locais de Saúde.

O primeiro workshop teve lugar no dia 31 de janeiro de 2017, na ARS do Norte. O segundo está agendado para o dia 1 de fevereiro, na ARS do Alentejo.

De acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS), com a iniciativa, pretende-se reforçar o planeamento, monitorização e avaliação dos programas a nível local, permitindo a priorização de problemas a nível local e sua intervenção. “O Plano Nacional de Saúde constitui um elemento basilar das políticas de saúde em Portugal, traçando o rumo estratégico para a intervenção no quadro do Sistema de Saúde”, explica.

Os Planos Locais, para além de serem instrumentos de descentralização da implementação das políticas nacionais, procuram combater as desigualdades e identificar os recursos humanos, técnicos e financeiros para promover boas práticas, bem-estar e a sustentabilidade do sistema de saúde.

As reuniões terão a participação do Diretor-Geral da Saúde, do Grupo do Plano Nacional de Saúde, dos Diretores dos Programas Prioritários de Saúde e dos dirigentes das administrações regionais de saúde, unidades locais de saúde, hospitais, agrupamentos de centros de saúde e unidades de saúde pública. Também estarão presentes representantes da sociedade civil e das autarquias, parceiros essenciais para a melhoria do estado de saúde da população.

Os workshops são organizados pelas ARS, com o apoio do Plano Nacional de Saúde da DGS,  tendo o seguinte calendário:

  • ARS Norte – 31 de janeiro
  • ARS Alentejo – 1 de fevereiro
  • ARS Lisboa e Vale do Tejo – 6 de fevereiro
  • ARS Centro – 8 de fevereiro
  • ARS Algarve – 9 de fevereiro

 

Visite:

DGS – https://www.dgs.pt/

Voltar

Últimas Notícias

Laboratório nacional da OMS para os vírus da poliomielite.
24/11/2017
Assinatura de protocolo viabiliza suspensão da greve dos TSDT.
24/11/2017
Aprovado investimento de 5,6 M€ para o serviço de neurologia.
24/11/2017