sns-container
SNS-Print

APAV lança campanha de sensibilização e apresenta estatísticas.

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) lança uma campanha de sensibilização sobre a violência doméstica contra os homens e apresenta as “Estatísticas APAV | Homens Vítimas de Violência Doméstica 2013-2015”.

A campanha foi desenvolvida criativamente por Alexandre Freitas, Irene Nita, Joana Oliveira, João Humberto e Margarida Marques, alunos do curso de Publicidade e Marketing da Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa, para a APAV.

Esta nova campanha aponta a vergonha como uma marca num homem vítima de violência doméstica, premissa que serve de mote à campanha. Com base na imagem de uma ressonância magnética do cérebro humano, a campanha pretende dar imagem à vergonha, emoção comum nas vítimas, e que, tal como a violência doméstica, permanece, muitas vezes, invisível.

Agressões físicas e psicológicas

A APAV divulgou também as estatísticas sobre a violência doméstica contra homens de 2013 a 2015.

Apesar de a prevalência do crime de violência doméstica sobre as mulheres ser muito superior, os homens também são vítimas deste crime. Entre 2013 e 2015, a APAV registou um total de 1.240 homens adultos vítimas de violência doméstica, tendo-se verificado um aumento de 14,4% entre 2013 e 2015.

Os homens vítimas de violência doméstica podem ser alvo de comportamentos de controlo, agressões físicas e psicológicas. O medo e a vergonha surgem como a principal barreira ao primeiro pedido de ajuda. O receio do descrédito e da humilhação, que podem, muitas vezes, surgir de familiares, amigos e até mesmo instituições policiais e judiciárias, impede a decisão da denúncia da vitimação.

Para saber mais, consulte:

Voltar

Últimas Notícias

Prova realiza-se pela primeira vez no Hospital de Santa Maria.
11/11/2019
Mais seringas distribuídas no primeiro semestre de 2019.
11/11/2019
Ministra da Saúde garante concretização na legislatura.
11/11/2019