Programa Nacional para a Saúde Mental

Diretor para a área da Saúde Mental – Dr. Álvaro Andrade de Carvalho, Assistente Graduado Sénior da Direção-Geral da Saúde

  • a) Promover e dinamizar a monitorização da saúde mental da população portuguesa, no que respeita aos principais indicadores de morbilidade e de utilização dos serviços;

    b) Promover a implementação de programas de promoção do bem- -estar e da saúde mental da população e da prevenção, tratamento e reabilitação das doenças mentais;

    c) Incentivar a articulação dos cuidados especializados de saúde mental com os cuidados de saúde primários assim como com outros sectores considerados relevantes para a implementação do Plano Nacional da Saúde Mental;

    d) Desenvolver a Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados de Saúde Mental, integrada na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados, de acordo com a Coordenação Nacional para a Reforma do Serviço Nacional de Saúde, na área da RNCCI;

    e) Dinamizar a participação dos utentes e dos cuidadores na reabilitação e integração social das pessoas que sofrem de problemas mentais graves.

  • Visão

    Assegurar a toda a população portuguesa o acesso a serviços habilitados a promover a sua saúde mental, prestar cuidados de qualidade e facilitar a reintegração e a recuperação das pessoas com doença mental.

    Missão

    O Programa Nacional de Saúde Mental tem como missão desenvolver programas e recomendações no sentido de:

    • Assegurar o acesso equitativo a cuidados de qualidade a todas as pessoas com problemas de saúde mental do País, incluindo as que pertencem a grupos especialmente vulneráveis;
    • Promover e proteger os direitos humanos das pessoas com problemas de saúde mental;
    • Reduzir o impacto das perturbações mentais e contribuir para a promoção da saúde mental das populações;
    • Promover a descentralização dos serviços de saúde mental, de modo a permitir a prestação de cuidados mais próximos das pessoas e a facilitar uma maior participação das comunidades, dos utentes e das suas famílias;
    • Promover a integração dos cuidados de saúde mental no sistema geral de saúde, tanto a nível dos cuidados primários, como dos hospitais gerais e dos cuidados continuados, de modo a facilitar o acesso e a diminuir a institucionalização.

     

    Metas de Saúde a 2020

    1. Aumentar em 25% o registo das perturbações mentais nos Cuidados de Saúde Primários;
    2. Inverter a tendência da prescrição de benzodiazepinas na população através da sua estabilização;
    3. Apoiar a criação de 1500 lugares para adulto e 500 para crianças/adolescentes em Cuidados Continuados Integrados de Saúde Mental;
    4. Aumentar em 30% o número de ações no âmbito dos programas de promoção da saúde mental e de prevenção das doenças mentais, desenvolvidos pelo PNSM.

     

    Programas de Saúde Prioritários – Metas de Saúde 2020

Voltar