Portugal com Níveis Muito Elevados de Pólen até ao Final da Próxima Semana

Primavera: previna-se!

 

A Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC) prevê que nos próximos dias os níveis de pólenes no ar se mantenham “muito elevados” em Portugal Continental, até ao final da próxima semana.

 

O Boletim Polínico divulgado pela SPAIC adianta que está previsto, para a semana de 22 a 28 de abril, níveis muito elevados em Trás-Os-Montes e Alto Douro, com destaque para os pólenes das árvores – pinheiro, carvalhos, bétula e plátano -, e dos das ervas gramíneas e parietária, na região de Trás-Os-Montes e Alto Douro.

 

Na região de Entre Douro e Minho, predominam na atmosfera os pólenes dos carvalhos, pinheiros, bétulas e das ervas urtiga, parietária e tanchagem, enquanto, na Beira Interior, os pólenes predominantes são os das mesmas árvores e das ervas gramíneas, azeda, urtiga e tanchagem.

 

Na Beira Litoral, os níveis de pólenes elevados devem-se principalmente às mesmas três árvores e às ervas urtiga e parietária, ao passo que, na região de Lisboa e Setúbal, predominam os pólenes de carvalhos, oliveira e pinheiro e das ervas urtiga, parietária, azeda e gramíneas.

 

O Alentejo vai estar mais afetado devido às azinheiras e às urtigas, gramíneas, azeda e tanchagem.

 

Quanto aos pólenes existentes no Algarve, destacam-se os das oliveiras, azinheiras, carvalhos e pinheiros e as ervas urtiga, gramíneas, tanchagem e quenopódio.

 

O boletim polínico prevê, para as ilhas, níveis de pólenes baixos a moderados, sendo que, no Funchal, predominam os dos pinheiros e bétulas e das ervas urtiga e parietária, e, em Ponta Delgada, prevalecem os dos pinheiros, plátanos e ciprestes e das ervas urtiga e parietária.

 

Recomendações gerais da SPAIC

 

  •  Consulte o Boletim Polínico

 

Consulte o Boletim Polínico para saber as concentrações dos pólenes no ar ambiente (baixas/moderadas/elevadas). 

 

  • Programe as suas férias

 

Programe as suas férias elegendo locais de baixas contagens polínicas (ex. neve, praia).

 

  • Evite realizar atividades ao ar livre

 

Evite realizar atividades ao ar livre quando as concentrações polínicas forem elevadas. Passeios no jardim, cortar a relva, campismo ou a prática de desporto na rua, irão aumentar a exposição aos pólenes e o risco para as alergias.

 

  • Mantenha as janelas fechadas

 

Sempre que viajar de carro tenha as janelas fechadas. Assim poderá passear reduzindo significativamente o contacto com os pólenes. Os motociclistas deverão usar capacete integral. Em casa deverá manter as janelas fechadas quando as concentrações dos pólenes forem elevadas.

 

  • Use óculos escuros

 

Uma forma eficaz e prática de evitar queixas oculares será a utilização de óculos escuros sempre que sair à rua.

 

  • Faça a medicação prescrita

 

A medicação será a forma mais eficaz de combater os sintomas de alergia. Consulte um médico especialista de imunoalergologia para o diagnóstico correto e prescrição do medicamento mais adequado. A prevenção poderá passar pela realização de vacinas antialérgicas.

 

O Boletim Polínico informa semanalmente sobre os níveis de pólenes existentes no ar, através da leitura de vários postos que fazem uma recolha contínua destas substâncias, em várias regiões do país.

 

Para saber mais, consulte:

 

Voltar