DOENÇAS CÉREBRO- CARDIOVASCULARES NO TOPO DAS CAUSAS DE MORTE EM PORTUGAL

02/03/2016

Pela primeira vez, em Portugal, o peso relativo das doenças do aparelho circulatório na mortalidade total situou-se abaixo dos 30%. Ainda assim, as Doenças Cérebro-Cardiovasculares mantêm-se como a principal causa de morte em Portugal, revela o relatório “Portugal – Doenças Cérebro-Cardiovasculares em Números 2015”, agora divulgado. A organização dos serviços de saúde aliada a medidas preventivas é crucial para reduzir a mortalidade.


Indicador:
Em 2014, o acidente vascular cerebral isquémico representou cerca de 20 mil episódios e 250 mil dias de internamento.

Data de Atualização: 11-04-2016
Voltar