Concurso de Recrutamento MF, Julho 2016

Terminou hoje, dia 15 de julho de 2016, o processo de escolha dos agrupamentos de centros de saúde (ACES) por parte dos médicos de medicina geral e familiar (MGF) oponentes ao procedimento concursal conducente ao recrutamento de pessoal médico para a categoria de assistente, da área de medicina geral e familiar que se iniciou através do  e que teve por base o Despacho 7709-A/2016 de 9 de Junho e a Retificação 639-A/2016 de 14 de Junho.

 

O concurso visa o preenchimento de 338 postos de trabalho para a categoria de assistente da área de Medicina Geral e Familiar, da carreira especial médica ou da carreira médica dos estabelecimentos de saúde com natureza jurídica de entidade pública empresarial, integrados no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

 

Pela primeira vez foi simplificado o processo de recrutamento de médicos de família, sendo a fase das entrevistas, até agora obrigatória, abolida do procedimento concursal. Foi informada também, pela primeira vez e para consulta pública, a previsão da distribuição das 338 vagas por unidade funcional (USF e UCSP) dentro de cada ACES. Estas medidas pretendem estimular a eficiência, o rigor e a transparência do SNS.

 

A distribuição das vagas que foram colocadas a concurso podem ser consultadas aqui:

 

Foram assim identificados todos os locais onde os médicos de família serão colocados, tornando o processo de recrutamento de pessoal médico da área da Medicina Geral e Familiar mais inovador, célere e transparente.

 

O processo final de escolha e afectação às respectivas unidades funcionais dentro de cada ACeS deverá decorrer de acordo com a recomendação que pode consultar aqui.

 

A abertura deste concurso nacional vem dar cumprimento a um dos objetivos prioritários do atual Ministério da Saúde, que passa pela atribuição de um médico de família para todos os cidadãos portugueses.

 

Para saber mais sobre a candidatura e esclarecer dúvidas, consulte as informações disponibilizadas aqui.

 

De acordo com a Administração Central do Sistema de Saúde, para as 338 vagas publicitadas, candidataram-se nesta fase 290 candidatos tendo sido excluídos 8. Dos 282 médicos aceites manifestaram a sua opção de escolha por ACeS, no conjunto das vagas publicitadas, 276 candidatos.

 

Podemos desta forma concluir e anunciar que iremos assistir dentro das próximas semanas a um forte incremento na taxa de cobertura assistencial da população relativamente a médicos de família e equipas de saúde familiar.

 

As 338 vagas distribuem-se, geograficamente, da seguinte forma:

  • Norte – 68
  • Centro – 54
  • Lisboa e Vale do Tejo – 175
  • Alentejo – 11
  • Algarve – 30

 

Como se constata facilmente Lisboa e Vale do Tejo é a zona com mais vagas pela razão óbvia de ser a região com mais carências.

 

A segunda fase deste concurso decorrerá entre outubro e novembro do presente ano.

 

Para saber mais, consulte:

 

Administração Central do Sistema de Saúde – http://www.acss.min-saude.pt/

 

Veja também:

Voltar