sns-container

Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil (IPO)


Presta cuidados de saúde diferenciados no domínio da oncologia.

A sua área de influência direta é a definida no âmbito das administrações regionais de saúde de Lisboa e Vale do Tejo, do Alentejo e do Algarve.

Dirigentes

Diretor Clínico – João Manuel Lopes de Oliveira

Enfermeiro Diretor – Maria Teresa Fernandes de Jesus de Sousa Carneiro

Vogal Executivo – Júlio Paulo Candeias Pedro

Vogal Executivo – Sandra Cristina Gomes Gaspar

Francisco Ventura Ramos
Francisco Ventura Ramos
Presidente do Conselho de Administração
Contactos

Rua Prof. Lima Basto
1099-023 Lisboa

Telefone
217 229 800 / 217 200 400

Fax
217 229 880

E-mail
ipofg@ipolisboa.min-saude.pt

Website
http://www.ipolisboa.min-saude.pt/


  • Missão

    Prestar serviços de saúde no domínio da oncologia, com atividade abrangente nas áreas de investigação, ensino, prevenção, diagnóstico, tratamento, reabilitação e continuidade de cuidados, assegurando, a cada doente, cuidados que correspondam às suas necessidades, de acordo com as melhores práticas clínicas e uma eficiente utilização dos recursos disponíveis, conforme o primado: “ o doente em primeiro lugar”.

    Objetivos

    Prestar cuidados de saúde diferenciados, de qualidade, no domínio da oncologia, em tempo adequado, com eficiência e em ambiente humanizado;

    Intervir na prevenção da doença oncológica;

    Otimizar a utilização dos recursos disponíveis;

    Promover a investigação científica e a investigação em cuidados de saúde no domínio da oncologia;

    Constituir-se como entidade de referência na elaboração de padrões para a prestação de cuidados oncológicos;

    Constituir-se como centro de referência na implementação do Plano Oncológico Nacional;

    Integrar a rede de referenciação de oncologia, enquanto plataforma da mais alta diferenciação;

    Promover o ensino e a formação na área da oncologia, como condição para uma prática excelente;

    Promover a intensificação das atividades de registo oncológico;

    Prosseguir a melhoria contínua da qualidade;

    Promover o desenvolvimento profissional dos seus colaboradores através da responsabilização por resultados, instituindo em simultâneo uma política de incentivos à produtividade, ao desempenho e ao mérito;

    Desenvolver programas de melhoria da eficiência operacional, tendentes a garantir o equilíbrio económico-financeiro.

    Legislação

    Decreto-Lei n.º 50-A/2007 – Diário da República n.º 42/2007, 2º Suplemento, Série I de 2007-02-28 – Cria o Hospital do Espírito Santo de Évora, E. P. E., o Centro Hospitalar de Lisboa Central, E. P. E., o Centro Hospitalar de Coimbra, E. P. E., o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, E. P. E., o Centro Hospitalar do Médio Ave, E. P. E., o Centro Hospitalar do Alto Ave, E. P. E., e o Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, E. P. E., e aprova os respetivos Estatutos

    Decreto-Lei n.º 176/2009 – Diário da República n.º 149/2009, Série I de 2009-08-04 – Estabelece o regime da carreira dos médicos nas entidades públicas empresariais e nas parcerias em saúde, bem como os respetivos requisitos de habilitação profissional e percurso de progressão profissional e de diferenciação técnico-científica

    Decreto-Lei n.º 136/2010 – Diário da República n.º 249/2010, Série I de 2010-12-27 – Reduz a composição dos conselhos de administração dos hospitais com natureza de entidades públicas empresariais, extingue a Estrutura de Missão Parcerias.Saúde e procede à quarta alteração do Decreto-Lei n.º 233/2005, de 29 de Dezembro, e à segunda alteração do Decreto-Lei n.º 219/2007, de 29 de Maio

    Decreto-Lei n.º 244/2012 – Diário da República n.º 217/2012, Série I de 2012-11-09 – Procede à quinta alteração ao Decreto-Lei n.º 233/2005, de 29 de dezembro, modificando o regime jurídico e os estatutos aplicáveis às unidades de saúde com a natureza de entidades públicas empresariais abrangidas pelo mesmo diploma

    Decreto-Lei n.º 183/2015 – Diário da República n.º 169/2015, Série I de 2015-08-31 – Procede à primeira alteração ao Decreto-Lei n.º 188/2003, de 20 de agosto, e à sétima alteração ao Decreto-Lei n.º 233/2005, de 29 de dezembro, no sentido de permitir a prática clínica por parte dos diretores clínicos do mesmo estabelecimento de saúde do Serviço Nacional de Saúde

    Data de Atualização: 26-08-2016
  • IPOLisboa_Organograma
    Data de Atualização: 26-08-2016
  • Caracterização da Entidade Ficha Síntese da Entidade Estatutos Função Acionista e de Tutela Modelo de Governo/Membros dos Órgãos Sociais Princípios de Bom Governo Código de Conduta Ética Regulamento Interno Regulamento de Comunicação Interna de Irregularidades Contrato-Programa Relatório e Contas Planos de Atividades Relatórios de Atividades Plano de Gestão de Riscos de Corrupção e Infrações Conexas Relatório de Gestão de Riscos de Corrupção e Infrações Conexas Relatório de Acesso Relatório de Controlo Interno Relatório do Serviço de Auditoria Interna Esforço Financeiro Público Informação Financeira Histórica e Atual Relatório de Gestão Orientações de Gestão Relatório da Qualidade e Segurança Contratos Públicos Sustentabilidade Ambiental
  • 1. Modelo de Certificação/Acreditação

    2. Prémios, Distinções e Iniciativas de Reconhecimento

    3. Avaliação da Satisfação (Interna- Colaboradores, Profissionais / Externa- Utentes, Utilizadores)

    4. Sistema Nacional de Avaliação em Saúde (SINAS)

    Última Avaliação SINAS – IPO de Lisboa Francisco Gentil

    Histórico da avaliação – IPO de Lisboa Francisco Gentil

    5. Relatório de Atividades e Plano de Melhoria da Comissão da Qualidade e Segurança

    Consulte aqui.

    6. Relatório de Auditoria Interna

    7. Elogios, Sugestões e Reclamações

    Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil, E.P.E.
    Ano de 2016 – 313 processo(s)

    Tema %
    Acesso a cuidados de saúde 16,39%
    Cuidados de saúde e segurança do doente 4,51%
    Elogio/Louvor 25,89%
    Focalização no utente 13,78%
    Instalações e serviços complementares 8,55%
    Outros Temas 0,24%
    Procedimentos administrativos 12,35%
    Questões Financeiras 0,71%
    Sugestão 3,80%
    Tempos de espera 13,78%

     

    NOTA: Os resultados apresentados referem-se ao volume de reclamações, elogios e sugestões trazidos ao conhecimento da Entidade Reguladora da Saúde neste intervalo de tempo e à percentagem de ocorrências de cada tema, sem qualquer ponderação adicional.
    Fonte: Entidade Reguladora da Saúde (https://www.ers.pt/pages/90)

    8. Avaliação da Cultura de Segurança do Doente

    Avaliação da Cultura de Segurança do Doente da Instituição Média Nacional da Avaliação da Cultura de Segurança do Doente
    12,6% 18,4%

     

    9. Comissões da Qualidade e Segurança

    Cargo Nome Contacto de email
    Presidente da CQS  Dr. Francisco Ramos  ipofg@ipolisboa.min-saude.pt
    Gestor local do sistema de Notificação de Incidentes (notific@)  Dr. Luís Joaquim D’Orey Manoel  luisorey@ipolisboa.min-saude.pt
    Gestor do Programa Cirurgia Segura Salva Vidas  Drª. Isabel Maria Corado Serralheiro  iserralheiro@ipolisboa.min-saude.pt
    Coordenador local Programa de Prevenção e Controlo de Infeção e Resistência aos Antimicrobianos  –

     

    10. Processos Assistências Integrados

    11. Indicadores da Qualidade

    Indicador Valor da Instituição Valor Médio Nacional
    Notificação de úlceras por pressão  0  92
    Notificação de quedas  61  143
    Notificação de incidentes cirúrgicos  36  24
    Notificação de incidentes relacionados com medicamentos LASA  1  9
    Notificação de incidentes relacionados com medicamentos de alerta máximo  0  6
    Notificação de casos de indevida identificação de doentes  12  6
    Total de notificações registadas no sistema de Notificação de Incidentes (notific@)  1  44

     

    12. Iniciativas de Informação transparente ao cidadão e aumento da sua capacitação

    13. Investigação Clínica

    Data de Atualização: 12-07-2017
  • Direitos do Utente

    Guias de Acolhimento

    Folheto com Informações Essenciais para 1.ª Consulta

    Folheto com Informações Essenciais para Doente Internado

    Horário das Visitas

    Gastroenterologia
    Neurologia
    Endocrinologia
    De Segunda-­Feira a Domingo
    Hora de abertura: 14:30
    Hora de fecho: 16:30
    Oncologia Médica De Segunda-­Feira a Domingo
    Hora de abertura: 13:00
    Hora de fecho: 19:00
    Hematologia De Segunda-­Feira a Domingo
    Hora de abertura: 12:00
    Hora de fecho: 20:00
    Cirurgia Geral De Segunda-­Feira a Domingo
    Hora de abertura: 14:00
    Hora de fecho: 15:00
    Cirurgia de Cabeça e Pescoço
    Otorrinolaringologia (ORL)
    De Segunda-­Feira a Domingo
    Hora de abertura: 15:00
    Hora de fecho: 16:00
    Ginecologia
    Cirurgia Plástica e Reconstrutiva
    Urologia
    De Segunda-­Feira a Domingo
    Hora de abertura: 14:00
    Hora de fecho: 16:00
    Pediatria De Segunda-­Feira a Domingo
    Hora de abertura: 15:00
    Hora de fecho: 17:00

     

    Acesso à informação clínica

    Como aceder?

    Preenche o formulário cedido pela Direção Clínica que o remete ao Responsável pelo Acesso à Informação (RAI) para parecer, que é entregue naquele serviço a quem incumbe notificar os interessados.

    Contactos

    Responsável pelo acesso à informação: Luís Manuel Quaresma de Brito Reis
    Morada: Rua Prof. Lima Basto, 1099-023 Lisboa
    Telefone: 217 229 800
    E-mail: direcaoclinica@ipolisboa.min-saude.pt

    Gabinete do Cidadão

    Horário
    De Segunda a Sexta-Feira
    Hora de abertura: 08:00
    Hora de fecho: 17:00
    Sábado
    Hora de abertura: 09:30
    Hora de fecho: 12:00

    Contactos

    Telefone: 217 200 433
    E-mail: gabutente@ipolisboa.min-saude.pt

    Data de Atualização: 26-08-2016
Voltar