sns-container

Centro Hospitalar Universitário de S. João, EPE


Presta cuidados de saúde diferenciados.

A sua área de influência direta corresponde às freguesias do Bonfim, Paranhos e Campanhã, dentro do concelho do Porto, bem como aos concelhos da Maia e Valongo. Atua igualmente como centro de referência para os distritos do Porto (com exceção dos concelhos de Baião, Amarante e Marco de Canaveses), Braga e Viana do Castelo.

Unidades

Hospital Nossa Senhora da Conceição de Valongo

Hospital São João

Dirigentes

Presidente do Conselho de Administração – António Joaquim Freitas de Oliveira e Silva

Diretor Clínico – José Artur Osório de Carvalho Paiva

Enfermeiro Diretor – Maria Filomena Passos Teixeira Cardoso

Vogal Executivo – Ilídio Renato Garrido Matos Pereira

Vogal Executivo – Luís Carlos Fontoura Porto Gomes

Conselho Fiscal (Mandato 2017-2019)

Presidente – Maria Luísa Coutinho Ferreira Leite de Castro Anacoreta Correia

Vogal – António Henrique Machado Capelas

Vogal – Carlos Fernando Calhau Trigacheiro

Vogal Suplente – Cristina Maria Pereira Branco Mascarenhas Vieira Sampaio

Revisor Oficial de Contas

António Joaquim Freitas de Oliveira e Silva
António Joaquim Freitas de Oliveira e Silva
Presidente do Conselho de Administração
Contactos

Alameda Professor Hernâni Monteiro
4202-451 Porto

Telefone
225512100

Fax
225025766

E-mail
geral@chsj.min-saude.pt

Website
http://www.chsj.pt


  • Missão

    Prestar os melhores cuidados de saúde, com elevados níveis de competência, excelência e rigor, fomentando a formação pré e pós-graduada e a investigação, respeitando sempre o princípio da humanização e promovendo o orgulho e sentimento de pertença de todos os profissionais.

    Atribuições

    Tem como atribuição principal a prestação de serviços de saúde, integrado no Serviço Nacional de Saúde, tendo também por objeto desenvolver atividades de formação, pré e pós-graduada, e investigação.

    Pode acessoriamente, mediante aprovação da Tutela, ceder a exploração de serviços hospitalares, criar entidades de fins não lucrativos, constituir fundações ou associações com outras entidades públicas para a melhor prossecução das atribuições cometidas aos hospitais do sector público empresarial, participar em sociedades anónimas que tenham por objeto a prestação de cuidados de saúde, com capital social maioritariamente detido por hospitais EPE, e participar no capital social de outras sociedades, nos termos do artigo 37.º do Decreto-Lei n.º 558/99, de 17 de dezembro.

    Legislação

    Decreto-Lei n.º 30/2011 – Diário da República n.º 43/2011, Série I de 2011-03-02 – Funde várias unidades de saúde e cria o Centro Hospitalar de São João, E. P. E., o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, E. P. E., o Centro Hospitalar do Baixo Vouga, E. P. E., o Centro Hospitalar Tondela-Viseu, E. P. E., e o Centro Hospitalar de Leiria-Pombal, E. P. E., e altera o Centro Hospitalar do Porto, E. P. E.

    Decreto-Lei n.º 244/2012 – Diário da República n.º 217/2012, Série I de 2012-11-09 – Procede à quinta alteração ao Decreto-Lei n.º 233/2005, de 29 de dezembro, modificando o regime jurídico e os estatutos aplicáveis às unidades de saúde com a natureza de entidades públicas empresariais abrangidas pelo mesmo diploma

    Decreto-Lei n.º 183/2015 – Diário da República n.º 169/2015, Série I de 2015-08-31 – Procede à primeira alteração ao Decreto-Lei n.º 188/2003, de 20 de agosto, e à sétima alteração ao Decreto-Lei n.º 233/2005, de 29 de dezembro, no sentido de permitir a prática clínica por parte dos diretores clínicos do mesmo estabelecimento de saúde do Serviço Nacional de Saúde

    Decreto-Lei n.º 18/2017 – Diário da República n.º 30/2017, Série I de 2017-02-10 – Regula o Regime Jurídico e os Estatutos aplicáveis às unidades de saúde do Serviço Nacional de Saúde com a natureza de Entidades Públicas Empresariais, bem como as integradas no Setor Público Administrativo

    Data de Atualização: 21-04-2017
  • Organograma Geral 2018_jan-01
    Data de Atualização: 12-07-2018
  • Caracterização da Entidade Ficha Síntese da Entidade Estatutos Função Acionista e de Tutela Modelo de Governo/Membros dos Órgãos Sociais Princípios de Bom Governo Código de Conduta Ética Regulamento Interno Regulamento de Comunicação Interna de Irregularidades Contrato-Programa Relatório e Contas Planos de Atividades Relatórios de Atividades Plano de Gestão de Riscos de Corrupção e Infrações Conexas Relatório de Gestão de Riscos de Corrupção e Infrações Conexas Relatório de Acesso Relatório de Controlo Interno Relatório do Serviço de Auditoria Interna Esforço Financeiro Público Informação Financeira Histórica e Atual Relatório de Gestão Orientações de Gestão Relatório da Qualidade e Segurança Contratos Públicos Sustentabilidade Ambiental
  • 1. Modelo de Certificação/Acreditação

    Serviço Designação do Modelo de Certificação/Acreditação (ex: ISO/ACSA/ CHKS) Cumprimento (%)
    Serviço de Imunohemoterapia; Serviço de Humanização; Serviço de Anatomia Patológica NP EN ISO 9001:2008 100%

     

    Serviços Farmacêuticos; Serviço de Aprovisionamento; Serviço de Operações Hoteleiras; Serviço de Gestão de Recursos Humanos; Serviço de Imunoalergologia; Unidade de Esterilização; Serviço de Certificação; Unidade Orgânica de Ginecologia e Medicina da Reprodução; Unidade Orgânica de Obstetrícia e Medicina Materno-Fetal; Centro da Mama; Serviço de Patologia Clínica; Serviço de Nefrologia; Serviço de Dermatologia- Venereologia; Serviço de Cirurgia de Ambulatório; Unidade de Formação NP EN ISO 9001:2015 100%

     

    Serviço de Imunohemoterapia NP EN ISO / IEC 17025:2005 100%

     

    Banco de Tecidos Músculo-Esqueléticos Certificado de autorização- Lei 12/2009 de 26 de Março, alterada pela lei 1/2015 de 8 de Janeiro em cumprimento da alínea i) do n.º 2 do artigo 2º do Decreto Regulamentar n.º 14/2013 de 26 de janeiro 100%

     

    Banco de Olhos Certificado de autorização- Lei 12/2009 de 26 de Março, alterada pela lei 1/2015 de 8 de Janeiro em cumprimento da alínea i) do n.º 2 do artigo 2º do Decreto Regulamentar n.º 14/2013 de 26 de janeiro 100%

     

    Centro de Mama Certificação de Qualidade da EUSOMA – European Society of Breast Cancer Specialists 100%

     

    Certificação dos 11 Centros de Referência (CRe) do CHSJ 2016: Transplante renal (TXR); Doenças Hereditárias do Metabolismo (DHM); Epilepsia Refratária (EPR); Cancro do Esófago (ESO); Cancro Hepatobilio-Pancreático (HBP); Cancro do Reto (RET); Oncologia Pediátrica (OPD); Cardiologia de Intervenção Estrutural (CIE); Cardiopatias Congénitas (CCG); Transplante de Coração (TXC); Cancro do Testículo (TES); Modelo do Programa Nacional de Acreditação em Saúde (Ministério da Saúde / DGS / ACSA) Terminada fase de auto-avaliação

     

    Certificação dos 4 Centros de Referência (CRe) do CHSJ 2017: Fibrose quística (FBQ); Coagulopatias congénitas (CGC); ECMO — oxigenação por membrana extracorporal (ECMO); Neuroradiologia de intervenção na doença cerebrovascular (NRI); Modelo do Programa Nacional de Acreditação em Saúde (Ministério da Saúde / DGS / ACSA) Em processo de implementação

     

    2. Prémios, Distinções e Iniciativas de Reconhecimento

    • Medalha da Ordem de Mérito – 1984
    • Prémio de Excelência em Boas Práticas na Área do Medicamento Hospitalar – 2008
    • Prémio de Empreendedorismo Start 2009
    • Prémio Isurgical 3D – 2009
    • Prémio de Boas Práticas em Saúde organizado pela APDH/HOPE&FIH – 2010
    • Prémios FdH – 2010
    • Prémio “Boas Práticas no Sector Público” – 2010
    • Ranking dos Melhores Hospitais Portugueses – Vencedor 2010
    • Cruz da Ordem do Mérito Melitense – 2010
    • Prémio do Internato Médico do Hospital de São João – 2012
    • Ranking dos Melhores Hospitais Portugueses – Vencedor – 2011
    • Prémios do Hospital do Futuro 2012
    • Ranking dos Melhores Hospitais Portugueses – Vencedor – 2012
    • Prémio Kayzel Lean 2013
    • Medalha de Ouro – 2013
    • Prémio Saúde Sustentável – 2013
    • Prémio Healthcare Excellence 2014
    • Prémio do VIIIº Congresso Nacional da Associação Portuguesa de Imunohemoterapia – Aplicação doseamento da Heparina para SmartPhone. – 2014
    • Microsoft Health Users Group Innovation Awards 2014
    • CIO AWARDS 2014 – “Inteligência Clinica”
    • Prémio Europeu – IT Europa’s European IT & Software Excellence Awards 2014 – Big Data, Business Intelligence & Analytics Solution of the Year 2014
    • Ranking dos Melhores Hospitais Portugueses – Vencedor 2014
    • Ranking dos Melhores Hospitais Portugueses – Vencedor 2015
    • Diploma de Homenagem atribuído pela República da Guiné Bissau – 2016
    • Prémio de Boas Práticas em Saúde – 2016
    • HIMSS-Elsevier Digital Healthcare Awards 2016
    • Fórum SNS+ Inovação – Projetos Inovadores em Hospitais do SNS – 1º Classificado – 2017
    • Prémio STOP Infeção Hospitalar – Fundação Calouste Gulbenkian – 2018

     

    3. Avaliação da Satisfação (Interna- Colaboradores, Profissionais / Externa- Utentes, Utilizadores)

    1. Avaliação de Satisfação dos profissionais do CHSJ
    O Centro Hospitalar de São João, através do Serviço de Humanização, efetuou a avaliação dos seus profissionais em 2008 e em 2016.

    2. Avaliação de Satisfação dos utentes do CHSJ
    2.1. avaliação de satisfação do internamento adulto
    O Centro Hospitalar de São João, através do Serviço de Humanização, efetua avaliação dos seus utentes adultos com episódios de internamento desde Janeiro/2013.

    2.2. avaliação de satisfação do internamento pediátrico
    O Centro Hospitalar de São João, através do Serviço de Humanização, efetua avaliação dos seus utentes pediátricos com episódios de internamento desde Janeiro/2015.

    2.3. avaliação de satisfação do hospital dia
    O Centro Hospitalar de São João, através do Serviço de Humanização, efetua avaliação dos seus utentes com episódios no Hospital Dia desde Outubro/2017.

    4. Sistema Nacional de Avaliação em Saúde (SINAS)

    SINAS (2017)

    • Segurança do Doente – Nível de Qualidade
    • Focalização no Utente – Nível de Qualidade 3
    • Adequação e Conforto das Instalações – não foi possível aferir o cumprimento de todos os parâmetros de qualidade exigidos
    • Satisfação do Utente – a iniciar avaliação
    • Excelência Clínica – O CHSJ não participa na dimensão excelência clinica do SINAS

    5. Relatório de Atividades e Plano de Melhoria da Comissão da Qualidade e Segurança

    Consulte o Relatório de Atividades.

    6. Relatório de Auditoria Interna

    Auditorias realizadas no âmbito da qualidade no CHSJ (2017):

    • Auditorias no âmbito dos Modelos de Certificação/Acreditação no CHSJ (NP EN ISO 9001, ACSA);
    • Norma nº 031/2013 da DGS: Auditorias à Profilaxia antibiótica: lançamento dos dados em ficheiro Excel da DGS com posterior emissão de relatório;
    • Norma nº 29/2012 da DGS e Circular Normativa nº 13/DQS/DSD: Auditorias sobre higiene das mãos nos diversos serviços clínicos;
    • Norma nº 002/2018 da DGS Sistemas de Triagem dos Serviços de Urgência e Referenciação Interna Imediata (Triagem de Manchester, Canadian Paediatric Triage and Acuity Scale);
    • Norma nº 021/2017 da DGS de 17/10/2017 Especificações do Sistema de Qualidade dos Serviços de Sangue e Serviços de Medicina Transfusional;
    • Avaliar o cumprimento da norma nº 8/2012 da DGS – Reprocessamento em Endoscopia Digestiva;

    Os serviços clínicos têm vindo de forma autónoma a auditar os seus contextos da prática de acordo com as checklist emanadas pela DGS ou outras desenvolvidas internamente.

    7. Elogios, Sugestões e Reclamações

    Hospital de São João
    Ano de 2017 – 1643 processo(s)

    Tema %
    Tempo de espera no serviço de urgência 29,6
    Falta de cortesia 16,7
    Taxas moderadoras 16,6
    Tempo de espera para consultas de especialidade 9,4
    Tempo de espera para tratamento médico 6,1
    Tempo de espera para MCDT 5,1
    Dec. Lei 33/2009 (Direito acompanhante SU) 4,9
    Tempo de espera para cirurgia 4,0
    Tempo espera para atendimento 3,8
    Falta de informação aos familiares 3,8

    8. Avaliação da Cultura de Segurança do Doente

    Avaliação da Cultura de Segurança do Doente da Instituição
    5,4%

    Média Nacional da Avaliação da Cultura de Segurança do Doente
    18,4%

    9. Comissões da Qualidade e Segurança

    Cargo Nome Contacto de email
    Presidente da CQS  Dr. António Oliveira e Silva  ca@chsj.min-saude.pt
    Gestor local do sistema de Notificação de Incidentes (notific@)  Enfª. Elsa Isaura Rodrigues Guimarães da Silva  elsa.guimaraes@hsjoao.min-saude.pt
    Gestor do Programa Cirurgia Segura Salva Vidas  Dr. Moura Gonçalves  mouragoncalves@chsj.min-saude.pt
    Coordenador local Programa de Prevenção e Controlo de Infeção e Resistência aos Antimicrobianos  Dr Carlos Lima Alves  carlos.alves@chsj.min-saude.pt

     

    10. Processos Assistências Integrados

    11. Indicadores da Qualidade

    Indicador Meta 2017* 2017
    Percentagem de primeiras consultas médicas no total de consultas médicas 27,0% 26,5%
    Peso das consultas externas com registo de alta no total de consultas externas 15,0% 11,7%
    Rácio Consultas Externas / Urgências 2,86 2,82
    Mediana de tempo de espera da LIC, em meses 2,8 3,67
    Percentagem de cirurgias realizadas em ambulatório, para procedimentos tendencialmente ambulatorizáveis 8,4% 11,1%
    Percentagem de cirurgias da anca efetuadas nas primeiras 48 horas 71,0% 63,1%
    Percentagem de partos por cesariana <27% 26,6%
    Percentagem de doentes saídos com duração de internamento acima do limiar máximo 1,20% 1,32%
    Percentagem de episódios de urgência atendidos dentro do tempo de espera previsto no protocolo de triagem 65,0% 62,0%
    Variação de utilização de biossimilares dispensados (em unidades, 2017/2016) 0,00% 32,7%
    VV AVC – % de casos com diagnóstico principal de AVC Isquémico com registo de administração de trombolítico 12,2% 12,2%
    Tempo de espera para a triagem médica da CE 6 8,19
    Garantir início tratamento da Retinopatia Diabética em 30 dias (%) 1 1
    Taxa de referenciação para a RNCCI 5,00% 4,07%
    Implementação das Equipas Intra-hospitalares de Cuidados Paliativos 100% 107,0%
    Índice de risco e segurança do doente 8,0% 39,0%
    Índice PPCIRA 10 7
    Consumo de Antibióticos em DDDs por 100 doentes-dia 62,1 (-10%/ano) 69,58
    Consumo de Carbapenemos em DDDs por 100 doentes-dia 5,33 (-10%/ano) 4,39
    Consumo de Quinolonas em DDDs por 100 doentes-dia 3,56 (-10%/ano) 2,93
    Proporção dias internamento com antibiótico 35,9% (-10%/ano) 37,9%
    Consumo de Solução Antiséptica (litros) por 1000 doentes/dia 52,99 (+10%/ano) 49,72
    Incidência de Microrganismos Multi-Resistentes por 1000 doentes-dia (inclui infecção e colonização) 4,05 (-10%/ano) 3,85
    * Contrato-Programa ou definidas internamente

    12. Iniciativas de Informação transparente ao cidadão e aumento da sua capacitação

    • Guia do Utente do CHSJ;
    • Guia de acolhimento dos Centros de Referência;
    • Panfletos informativos;
    • Manuais e roteiros de informação;
    • Divulgação de dias comemorativos na área da saúde através de expositores, formação dirigida aos utentes;
    • Exposição de conteúdos nos écrans de TV no CHSJ;
    • Jogos didáticos elaborados para o Centro Pediátrico;
    • FlashMob com interação do público alvo (utentes e profissionais);
    • Formação externa sobre temas de saúde nas Escolas e Centros de Saúde;
    • Aulas de preparação para o parto e pós parto;
    • Visitas guiadas à sala de partos para a grávida e acompanhante;
    • Visitas domiciliárias;
    • Treino de habilidades em diferentes áreas.

    13. Investigação Clínica

    Em 2017 foram aprovados e iniciados 31 novos ensaios clínicos e mantiveram-se ativos 100 ensaios anteriores, num total de 131 ensaios com atividade e aprovados 16 novos estudos observacionais promovidos por entidades externas. Após emissão de parecer favorável pela Comissão de Ética para a Saúde foram ainda objeto de apreciação pela Unidade de Investigação 239 projetos de investigação a desenvolver no Centro Hospitalar de São João, 96 por funcionários da própria instituição (categoria profissional do investigador principal: médico=76, enfermeiro=12, outros=8).

    A maioria destes projetos não foi alvo de financiamento específico e cerca de metade foi realizada no contexto de cursos conferentes de grau académico.

    Foram identificadas 376 publicações da instituição, indexadas na PubMed em 2017. O fator de impacto apurado no Journal Citation Reports da ISI Web of Knowledge variou entre 0,494 e 18,392, sendo a mediana 2,628.

    Data de Atualização: 12-07-2018
  • Direitos do Utente

    Guia de Acolhimento

    Horário das Visitas

    Regulamento

    Acesso à informação clínica

    Como aceder?

    Todos os pedidos de relatórios médicos ou cópia de registos clínicos devem ser realizados através do Gabinete de Apoio ao Responsável pelo Acesso à Informação.

    O pedido pode ser realizado presencialmente no CHSJ (no Atrium Hospitalidade, postos de atendimento n.º 11 e 12) ou enviado pelo correio ou fax para os contactos abaixo.

    Todos os pedidos remetidos por correio ou fax devem ser realizados no formulário que pode ser descarregado a partir do link (Formulário para Pedido de Relatório Médico ou Registo Clínico), devidamente assinados e acompanhados de cópia de Bilhete de Identidade ou Cartão do Cidadão para validação da identificação de requerente e/ou utente.

    Qualquer dúvida deve ser enviada para o email abaixo indicado.”(…)

    Nota: No caso de comunicação por via eletrónica são considerados válidos os pedidos com assinatura digital qualificada. Caso opte por realizar o envio do pedido por email sem assinatura digital qualificada deve, posteriormente, realizar o envio do documento original assinado por correio ou fax, fazendo referência à data e assunto do email enviado.

    Formulário

    Contactos

    Responsável de Acesso à Informação (RAI): Dr. Rui Vasconcelos Guimarães

    Morada: Centro Hospitalar de São João

    Gabinete de Apoio ao Responsável pelo Acesso à Informação

    Alameda Professor Hernâni Monteiro

    4200-319 Porto

    Telefone: 225512100

    Telemóvel: 910667408/964884608

    Fax:  220919073

    E-mail: rai@chsj.min-saude.pt

    Gabinete do Cidadão

    Hospital Nossa Senhora da Conceição de Valongo

    Horário

    De Segunda a Sexta-Feira
    Hora de abertura: 08:00
    Hora de fecho: 16:00

    Contactos

    Telefone: 225512100/Ex. 1506

    E-mail: gab.cidadao@chsj.min-saude.pt

    Formulário do Gabinete do Cidadão

    Hospitalar São João

    Horário

    De Segunda a Sexta-Feira
    Hora de abertura: 08:00
    Hora de fecho: 17:00

    Contactos

    Telefone: 225512100

    E-mail: gab.cidadao@chsj.min-saude.pt

    Data de Atualização: 12-07-2018
Voltar