As Redes de Referenciação desempenham um papel fulcral enquanto sistemas integrados, coordenados e hierarquizados que promovem a satisfação das necessidades em saúde aos mais variados níveis, designadamente: do diagnóstico e terapêutica; da formação; da investigação e colaboração interdisciplinar, contribuindo para a garantia de qualidade dos cuidados prestados pelas diferentes especialidades hospitalares.

A participação pública no processo da elaboração das Redes de Referenciação Hospitalar (RRH) permite assegurar transparência e a oportunidade de todos os interessados poderem participar em instrumentos que são estruturais, aproximando os decisores dos profissionais e dos utentes, e desta forma garantindo uma maior credibilização do processo, procurando melhorar a sua qualidade e dimensão.

Considerando tais objetivos, e tal como disposto no artigo 8º da Portaria n.º 147/2016 de 19 de maio, estarão em consulta pública até 30 de dezembro de 2016 as seguintes RRH:

  • Anatomia Patológica
  • Anestesiologia
  • Cirurgia Cardiotorácica
  • Gastrenterologia e Hepatologia
  • Medicina Física e de Reabilitação
  • Medicina Intensiva
  • Nefrologia

 

Todos os interessados poderão apresentar opiniões, sugestões e contributos, decorrentes da apreciação das Redes de Referenciação Hospitalar em Consulta Pública, ao Ministério da Saúde através do seguinte link: https://www.sns.gov.pt/sns/redes-de-referenciacao-hospitalar/

Voltar