O Infarmed aprovou a segunda orientação da Comissão Nacional de Farmácia e Terapêutica (CNFT), desta vez na área da infeção VIH/sida.

A orientação da CNFT refere-se aos tratamentos para a infeção VIH/sida com associações de fármacos de dose fixa, que têm sido referenciados como uma opção mais conveniente do que a administração de fármacos em separado e por terem impacto na adesão à terapêutica. Estes argumentos têm sido também utilizados para valorizar estas associações de medicamentos em termos fármaco-económicos.

A conclusão da orientação é que ambas as opções devem ser consideradas equivalentes por não haver valor terapêutico acrescido ou provas de benefício clínico na sequência da melhor adesão.

Voltar