Os adolescentes e as crianças portuguesas fazem escolhas alimentares excessivamente calóricas? A resposta é sim e os resultados são revelados pelo projeto Almoço Virtual, que já pôs à prova o espírito crítico de 14.620 crianças e adolescentes e 1.004 adultos, no que diz respeito à alimentação.

A iniciativa desenrola-se através da simulação de um self-service, disposto num autocarro, no qual se escolhem réplicas de silicone de alimentos comuns. Uma simulação que permitiu perceber que os jovens preferem carne a peixe. Para este almoço fictício, 82% dos jovens escolheu carne, em detrimento de peixe Quando falamos em bebidas, 33% destes jovens escolhe beber refrigerantes, face a 37% que opta pela água.

O Almoço Virtual surge de uma preocupação partilhada pela Direção-Geral da Saúde, pela Janssen, empresa farmacêutica do grupo Johnson & Johnson, pela KeyPoint – Consultoria Científica relacionada com a educação para a saúde no âmbito da alimentação.

Mais informações sobre o Almoço Virtual aqui.

Voltar