Evitar a exposição prolongada ao sol e a desidratação são alguns dos cuidados indispensáveis a ter nos dias com temperaturas elevadas.

As crianças e as pessoas idosas requerem uma maior vigilância e precauções acrescidas, porque são mais suscetíveis aos efeitos do calor. Quanto maior a temperatura, maior o risco para a saúde.

Os grupos mais vulneráveis ao calor intenso são:

  • Crianças nos primeiros anos de vida
  • Pessoas com 65 ou mais anos
  • Portadores de doenças crónicas
  • Pessoas que desenvolvem atividade no exterior, expostos ao sol e/ou ao calor
  • Praticantes de atividade física
  • Pessoas isoladas e em carência económica e social

 
De forma a minimizar o impacto negativo do calor na saúde, os grupos mais vulneráveis deverão ter cuidados específicos, nomeadamente em manter uma boa hidratação (beber água, mesmo sem ter sede), estar em ambientes frescos, pelo menos duas a três horas por dia, evitar o exterior (principalmente, entre as 11h00 e as 17h00) e manter a casa fresca.

Para mais informações ligue para a Saúde 24: 808 24 24 24. Em caso de emergência ligue 112.

Mantenha-se informado! Cuide de si e dos que lhe estão próximos!

Voltar

Últimas Notícias

O Programa do XXI Governo Constitucional estabelece como prioridade promover a saúde através de uma nova ambição para a Saúde...
09/10/2017
A MySNS Carteira – A Carteira eletrónica da Saúde já ultrapassou os 20.000 downloads. Centrada nos interesses do utente do...
13/11/2017
O Portal SNS ultrapassou os 10 milhões de visualizações de páginas. A área dedicada ao Cidadão alcança o maior número...
27/10/2017