Prevê-se que continuem as temperaturas elevadas. Os meses de junho e julho deste ano foram dos mais quentes desde que existem registos de temperatura ambiental e sabe-se que as temperaturas elevadas de forma continuada podem ter efeitos nocivos na saúde e embora possa existir, em algumas regiões de forma intermitente, baixa de temperatura, prevê-se um mês de agosto com temperaturas muito elevadas.

A Direção-Geral da Saúde mantém as recomendações no sentido de se adotarem as medidas gerais de prevenção destinadas à população em geral e medidas específicas para pessoas mais vulneráveis aos efeitos do calor e que podem ser consultadas na área dedicada aos Efeitos do Calor na Saúde.

Em especial, deve:
– beber água mesmo sem sede, evitar bebidas açucaradas e alcoólicas;
– não se expor diretamente ao sol entre as 11h e as 17h e se for mesmo necessário, proteger-se adequadamente;
– fazer contatos frequentes com pessoas idosas ou que sofram de doenças crónicas, em especial, se vivem sozinhas ou isoladas.

Se persistirem dúvidas, ligue para a Saúde 24 (808 24 24 24).

Voltar

Últimas Notícias

O Programa do XXI Governo Constitucional estabelece como prioridade promover a saúde através de uma nova ambição para a Saúde...
09/10/2017
A MySNS Carteira – A Carteira eletrónica da Saúde já ultrapassou os 20.000 downloads. Centrada nos interesses do utente do...
13/11/2017
O Portal SNS ultrapassou os 10 milhões de visualizações de páginas. A área dedicada ao Cidadão alcança o maior número...
27/10/2017