Se está a pensar em viajar para um país onde existe a infeção por ZIKA aconselhamos a que vá uma consulta do viajante antes de partir e siga um conjunto de recomendações que poderá ler aqui.

Para conhecer, de forma atualizada, os países afetados pela doença pode, também consultar o mesmo link.

A Direção-Geral da Saúde e as Organizações Internacionais desaconselham que as grávidas viajem para os países afetados pelo ZIKA.

Na União europeia, desde o fim de 2015, já se registaram 1062 casos de pessoas que foram infetadas em viagens a países afetados pelo ZIKA e no Brasil foram, até ao momento, contabilizados 8703 casos suspeitos de microcefalia.

Voltar